Qual a pimenta ideal para cada receita? Especialista dá dicas valiosas

Especialista indica qual pimenta é ideal para cada receita

Karla Precioso Publicado sábado 30 novembro, 2019

Especialista indica qual pimenta é ideal para cada receita
O tempero é um dos mais comuns, mas você sabe como usá-lo? - Banco de Imagem/Getty Images

Se você é daquelas pessoas que se aventuram na cozinha, já deve ter percebido que uma pimentinha sempre dá um sabor a mais aos pratos. Mas a variedade é tanta que o difícil é saber qual o tipo certo para cada receita, não é mesmo? 

“Na culinária, as pimentas mais usadas estão divididas em três gêneros: piper, pimenta-do-reino e seus parentes e a capsicum, que tem formato semelhante ao pimentão”, conta Ana Spangler, chef parceira da Smart. 

E se engana quem pensa que a função delas é ‘queimar’ a língua. Claro que o ardor é algo natural das pimentas, mas elas devem ser usadas para realçar o gosto dos alimentos. E cada ingrediente pede um grau de picância mais elevado ou mais suave. 

Conheça um pouco de cada uma das principais espécies e quais usos podem ser dados a elas.

DEDO-DE-MOÇA 
Com picância média e aroma fraco, tem formato alongado e é indicada para molhos, conservas, carnes, queijos e massas. Também combina com sobremesas e pratos que contam com sua versão desidratada (conhecida como pimenta calabresa).

PIMENTA JALAPEÑO
Consumida em sua forma natural, desidratada, em molhos de pimenta ou em pó, tem sua origem no México e é ideal para as comidas típicas do país. Burritos e tacos ganham um sabor todo especial quando contam com esse condimento. Também fica ótima se combinada com carnes, feijão e lentilha.

PIMENTA-DE-CHEIRO 
Presença certa na cozinha nordestina, tem grande variedade de cores, intensidade de pungência e formatos. Pode ser desde amarelo até o preto, e a intensidade de sabor acompanha a escala das cores. Frutos arredondados, triangulares ou retangulares são característicos desse tipo de pimenta. Por possuir aroma marcante, é ideal para temperar saladas e peixes.

PIMENTA-BIQUINHO
Era considerada uma planta apenas ornamental, mas, nas últimas décadas, passou a ser consumida por aqui. Ela fica ótima como tempero de peixes e carnes, porém é mais conhecida por suas conservas, que podem ser feitas à base de vinagre ou com aguardente.

PIMENTA-CAIENA 
Se o que você procura é muita picância, pode ir fundo nela! É muito utilizada na culinária indiana – conhecida pelos pratos de forte ardência – e no preparo de molhos para carnes e massas. 

CUMARI 
Tem uma ardência extremamente forte. Justamente por isso, ela é mais utilizada no preparo de conservas. Vai bem com carne de sol e outras carnes mais fortes e gordurosas. 

PIMENTA MALAGUETA 
Tem a ardência de moderada a forte, mas é pouco aromática. Os frutos são alongados e podem ser usados ainda verdes ou maduros. Combina com conservas, molhos, molhos de pimenta, feijoada, acarajé e outros pratos nordestinos, peixes e carnes.

PIMENTA-DO-REINO 
Arredondadas e variando de coloração de acordo com sua maturação, essa é uma das pimentas mais conhecidas no mundo. De sabor marcante, mas com ardência leve, ela pode ser utilizada verde (fresca), preta (madura e seca ao sol) e branca (como a preta, porém, sem a casca). É indicada para quase todos os pratos, sendo ideal, no entanto, para a preparação de peixes, frutos do mar, carne vermelha, frango e carne suína. A pimenta-preta, em especial, vai bem para temperar legumes verdes (aspargos, brócolis, couve-de-bruxelas, espinafre) e caldos intensos.

PIMENTAS CAPSICUM 
O princípio ativo está concentrado no invólucro das sementes. Quando desidratadas, além de aumentar a complexidade dos aromas e sabores, se transformam também em eficientes espessantes de receitas. Por isso, são indicadas na preparação de molhos, incluindo agridoces e asiáticos, geleias de frutas e receitas com chocolates, como trufas, tortas e brownies.

PIMENTA CHILI
Também de origem mexicana, tem ardência forte e harmoniza bem com os pratos típicos da região. Além disso, é muito usada na culinária italiana em molhos cremosos, cremes, pastas, molhos de tomate e carnes de todos os tipos. Ela também complementa o sabor de drinques de vários sabores. 

PIMENTA-DA-JAMAICA 
Com aroma marcante, deve ser utilizada em conservas e molhos de legumes, carnes de sabor mais acentuado, frutos do mar e doces. Ela lembra a noz-moscada ou o cravo-da-índia no sabor e coloração, e é encontrada em pó ou em grãos.

TABASCO 
O nome do molho é proveniente desta pimenta, que é bastante picante. Originária do Chile, é parte essencial de muitos pratos da região, como cozidos e ensopados. Ainda é usado em um grande número de bebidas alcoólicas, como o Blood Mary e a Marguerita.

PIMENTA DOCE (OU AMERICANA) 
É verde, muito brilhante e alongada. Com aroma fraco e pouco ardor (tem sabor mais adocicado), é ótima para molhos e carnes. Substitui muito bem o pimentão em diversos pratos.

Último acesso: 11 May 2021 - 17:40:30 (1089824).