moda   / ATENÇÃO

Compras: 5 questionamentos que você deve fazer antes de adquirir uma roupa

Especialista dá dicas para a escolha certa, evitando a compra por impulso

Da Redação Publicado terça 14 julho, 2020

Especialista dá dicas para a escolha certa, evitando a compra por impulso
A dica é prestar atenção se você não tem nada parecido - Pexels/Pixabay

Sabe aquela roupa que você comprou por impulso e nunca usou? Pode ter sido porque ela acabou nem ficando tão bem em você ou, na verdade, nem precisava dela. Ou pior: você achou aquelas peças maravilhosas, comprou, mas acabou se endividando porque não tinha como pagar? Pois, tudo isso poderia ser evitado.

A consultora de imagem Érica Cunha Alvarenga conta para AnaMaria Digital que existem 5 perguntas que você deve fazer para si antes de sair comprando. “Aprenda a se conhecer e saia do piloto automático. Precisamos pensar no planeta e o quanto nossas compras impulsivas impactam todo ecossistema”, explica.

EU PRECISO MUITO?
Muitas vezes, a rotina corrida faz com que as compras tenham que ser rápidas. No entanto, a especialista ressalta que isso pode gerar frustração. “Às vezes, as roupas não nos servem, não ficam nem bem em nós, mas quando vemos nas redes sociais ou em sites de moda, tudo parece maravilhoso. Só que quando chega em casa a realidade é outra”, exemplifica.

Érica ainda avalia que as compras devem ser conscientes e fugir do piloto automático: “Um simples apertar de botão nos faz saciar a vontade do momento e, sem pensar, compramos”. Aqui, a dica é prestar atenção se você não tem nada parecido, que essa nova aquisição vá realmente fazer diferença ou então algo que já não acabou, porque foi muito usado. 

EU POSSO COMPRAR?
Isso tem a ver com as condições financeiras, sendo necessário analisar se aquilo irá te gerar dívidas. "Outro aspecto também que deve ser considerado é: existe algo que desejo mais do que essa peça, por exemplo, só que é mais caro. Ou seja, matar meu desejo momentâneo só irá me distanciar do que quero de verdade", esclarece.

TEM ALGUM DOS MEUS ESTILOS?
Todo mundo sabe do que gosta e como se sente bem na hora de escolher uma roupa. Neste aspecto, a ideia é ser fiel ao que você acredita ser bom para você. "Não importa onde eu vá, eles me empoderam e têm a imagem que quero passar", explica Cunha.

FICA BEM PARA O MEU CORPO?
"Por exemplo: tenho 1,54 m de altura e adoro usar saltos, o que também beneficia o meu corpo. Sei como me vestir para ficar mais alta, mais empoderada, sei valorizar o que tenho de melhor e esconder o que não quero mostrar. Basta escolher as peças certas no meu guarda-roupa", diz a consultora.

TEM AS MINHAS CORES?
Descobrir as cores certas, e que combinam com você, faz parte do aprendizado ao lado de uma consultora de imagem. Mas você pode perceber o que faz diferença no dia a dia mesmo. Um exemplo: você colocou um casaco no tom azul e recebeu vários elogios, além de achar que até a pele ficou mais bonita? Pode ser um caminho para você descobrir sua paleta de cores pessoais. O contrário também serve: vestiu o mesmo casaco azul e achou que a pele ficou meio sem vida? Então, muito provavelmente, você fica melhor com cores mais quentes. Faça o teste!

Último acesso: 24 Sep 2020 - 20:09:55 (1116278).