AnaMaria
Novelas / TV

'Pantanal': Velho do Rio leva tiro de Muda e pede socorro, mas ela acha que é onça

Sozinha na tapera, Muda pensará que está se defendendo da onça Maria Marruá; entenda

Da Redação Publicado em 26/04/2022, às 11h45

Velho do Rio (Osmar Prado) vai levar tiro em 'Pantanal'. - TV Globo
Velho do Rio (Osmar Prado) vai levar tiro em 'Pantanal'. - TV Globo

Os próximos capítulos de 'Pantanal' serão complicados para o Velho do Rio (Osmar Prado). Isso porque ele vai acabar levando um tiro de Muda (Bella Campos) e precisará de ajuda.

Tudo começa quando a jovem precisará ficar sozinha na tapera, após Juma (Alanis Guillen) e Jove (Jesuíta Barbosa) irem passar alguns dias no Rio de Janeiro (RJ).

Acontece que tudo fica mais feio no período da noite, né? E será justamente nesse período que a onça Maria Marruá buscará sua vingança.

Com arma em punho, mas tremendo de medo, Muda ainda tenta se proteger dentro da tapera, mas o barulho das garras da onça pintada na porta a deixam cada vez mais apavorada. “Minha Nossa Sinhora! Ela vai entrá aqui”!, exclamará em voz alta.

VAI AJUDAR, MAS SE DÁ MAL

Enquanto Muda tenta se proteger dentro de casa, o Velho do Rio (Osmar Prado) se aproximará da onça sedenta por vingança. “Carma, Maria Marruá... Acarma-te... Acarma-te. Num é tempo de vingança... É tempo de justiça. E num cabe a nóis apressá o que tivé que sê."

Enquanto isso, de dentro da tapera, uma Muda arrependida pedirá: “Pelo amô de Deus, me dêxa em paiz... Me dêxa... Me dêxa! Eu num quero mais morte... Eu num quero vingança... Eu num quero mais nada”!

Só que o pavor fará com que Muda faça um disparo, que atravessará a porta e atingirá o Velho do Rio. É aí que os sons da onça serão substituídos pelos apelos do Velho para abrir a porta e socorrê-lo.

“Abre a porta... Que eu tô morrêno”, pedirá o Velho sem ser atendido porque sua voz sairá irreconhecível pela dor. Achando que acertou na onça, a jovem apenas irá se certificar se a porta continua firme.

“Amanhã eu vô abrí a porta... E vai tê uma onça morta na solêra. E quando a Juma vortá. Se ela vortá, eu vô tê que contá isso a ela: que matei a mãe dela... Que matei, duas veiz, Maria Marruá!
E, como não ouve mais nada, pega o lampião e volta para o quarto. E agora? O que será que vai acontecer com ele?