AnaMaria
Novelas / Novidade

'Quanto Mais Vida, Melhor': reviravolta terá troca de corpos entre protagonistas

Elenco da novela 'Quanto Mais Vida, Melhor' conta sobre o desafio de interpretar dois personagens na trama das 19h

Ana Mota, repórter de AnaMaria Digital Publicado em 10/02/2022, às 10h55

Personagens de 'Quanto mais Vida Melhor' vão trocar de corpos. - Estevam Avellar/rede globo/divulgação
Personagens de 'Quanto mais Vida Melhor' vão trocar de corpos. - Estevam Avellar/rede globo/divulgação

A novela 'Quanto Mais Vida, Melhor' está prestes a ter uma reviravolta e, consequentemente, entrar em uma nova fase. Como se já não bastasse os protagonistas saberem que um deles tem apenas um ano de vida, eles ainda irão se ver na pele um do outro. Isso mesmo! Paula (Giovanna Antonelli) e Neném (Vladimir Brichta), Guilherme (Mateus Solano) e Flávia (Valentina Herszage) vão trocar de corpos, literalmente, no capítulo do próximo dia 26.

E, apesar da mudança acontecer somente na metade da novela, as gravações se mostraram um grande desafio para o quarteto de protagonistas. Isso porque eles rodaram as cenas antes mesmo do folhetim ir ao ar, por conta das questões da covid-19. Logo, precisaram lidar com a dificuldade de interpretar todos os trejeitos do próprio personagem e ainda do parceiro sem se ver na TV.

"Por mais que já estivesse preparada desde o início, a cabeça pirava. Foi uma primeira semana muito divertida e com uma concentração enorme. Foi demais", garante Giovanna Antonelli, que falou sobre a experiência de trocar de personagem com Vladmir Brichta durante uma coletiva de imprensa, organizada pela emissora, justamente para falar sobre a novidade.

O próprio ator, inclusive, definiu a troca de papéis como um jeito de se afastar mais ainda da zona de conforto: "A gente veio muito preparado, [pois] sabíamos desde o começo. Então, combinamos uma série de coisas, em termos de gestual, que ajudariam nosso colega. Mas é óbvio que, na hora de fazer, foi tudo novo de novo… foi um desafio muito grande.”

"É muito legal chegar nessa altura da novela e começar uma coisa nova, porque dá um refresh pra gente e para o público", acrescenta a intérprete de Paula, antes de acrescentar que acaba sendo uma nova novela, uma nova história e um novo olhar sobre a trama.

O elenco, no entanto, não esconde o 'frio na barriga' com a proposta de viver dois personagens. "Tinha muito medo, mas estava animada para esse momento. A gente vinha se divertindo muito com os personagens, mas essa troca virou tudo de cabeça pra baixo". afirma Valentina Herszage. Para ela, tudo aconteceu como se fosse uma grande brincadeira.

"A grande questão da troca de corpos é se colocar, literalmente, no lugar um do outro", resumiu Mateus Solano.

DIFICULDADES

Se já não é fácil interpretar um único personagem, fazer dois é ainda mais complexo. O elenco lembra ter gravado ambos papéis logo na primeira semana de trabalhos e sem assistir à trama, que estava longe de estrear devido à pandemia.

"Tinha que estar concentrada o tempo inteiro em cena. Foi muito difícil imitar os tiques do Vlad, por exemplo, porque são orgânicos para ele, apesar de ter sido um desafio maravilhoso, divertidíssimo e, claro, um deu suporte para o outro", conta Giovanna.

Tanto Vladmir quanto Solano afirmam que o fato de terem gravado a novela sem a trama estar no ar dificultou o estudo dos personagens. Portanto, até mesmo a ajuda de atores que estavam em outros núcleos da trama foi importante na hora de interpretar dois papéis.

PRIMEIRA VEZ

Ainda que seja uma história bastante usada no cinema, como nos filmes 'Se Eu Fosse Você', estrelado por Glória Pires e Toni Ramos, e 'Sexta-Feira Muito Louca', a troca de corpos de personagens acontece pela primeira vez em uma novela. Para o diretor artístico, Alan Fiterman, conduzir o elenco - e a troca - sem que a novela estivesse na grade de programação foi um grande impasse.

"Eu tentei ao máximo mostrar um pouquinho das cenas para todo mundo, mas era uma demanda muito grande conseguir organizar. Então, todo o trabalho de troca foi feito na pré-produção e durante os ensaios, mas efetivamente aconteceu no meio da novela", revela.

E a situação não foi muito diferente para o autor da trama, Mauro Wilson. ‘‘Quanto Mais Vida, Melhor’ é o primeiro folhetim do escritor. Ele garante que a troca dos protagonistas será uma grande reviravolta na história. "Eles vão aprender com os outros, porque é exatamente isso que a Morte [A Maia] quer, que eles vivam outras vidas", diz.