AnaMaria
Programação da TV / Ela está de volta!

Adriana Araújo comandará jornal vespertino na Band: ''Do jeito que eu gosto''

O 'Boa Tarde São Paulo', sob o comando de Adriana Araújo, estreará na próxima segunda-feira (4) nas tardes da Band

Da Redação Publicado em 01/04/2022, às 15h29

Adriana Araújo apresentara novo jornal da Band - Instagram/ @adrianaaraujo_
Adriana Araújo apresentara novo jornal da Band - Instagram/ @adrianaaraujo_

A Band estreará um novo noticiário a partir da próxima segunda-feira (4). O 'Boa Tarde São Paulo' será comandado por Adriana Araújo nas tardes da emissora.

O jornal, que será transmitido às 14h, mostrará os principais acontecimentos da capital paulista, Grande São Paulo e interior do estado de forma bem dinâmica, com 30 minutos de duração.

“É uma alegria poder voltar a fazer o que mais amo: trabalhar com notícia e falar com São Paulo, o estado que me acolheu há 15 anos. Estou muito entusiasmada porque vamos usar uma linguagem que eu sempre defendi para a televisão, que é um jornal conversado, sem teleprompter!”, disse a jornalista.

DINÂMICO

Rodolfo Schneider, diretor executivo de Jornalismo do canal, explicou que, à tarde, as pessoas não têm tempo para noticiários longos.

"Elas querem dinamismo. O formato com meia hora de duração tem essa característica. Vai ser um programa ágil, com muita reportagem ao vivo. E para isso vamos contar com a força de todo o Grupo Bandeirantes!", reforçou ele.

Adriana diz que, neste ano, ela vai conseguir fazer o que mais ama. “2022 começa com a oportunidade de fazer o que sempre defendi: jornalismo ao vivo, com responsabilidade e empatia, do jeito que eu gosto. Se me perguntarem como eu me vejo, é simples: sou uma funcionária da notícia!”, declarou, por fim.

DEIXOU A RECORD APÓS FCRITICAR GOVERNO

Adriana Araújo deicxou o quadro de funcionários da Record TV em março do ano passado. Na ocasião, a jornalista deixou claro que optou por seguir os preceitos da profissão, se posicionando pela ciência e pela vida diante a pandemia do novo coronavírus.

"Lutei por preservar a dignidade profissional da qual não se pode abrir mão. Vou sempre me lembrar de quem caminhou junto comigo nessa jornada. Felizmente todos eles sabem quem são", escreveu.

Em seguida, Adriana relembrou sua trajetória na Record TV e reforçou seu posicionamento. "Fui repórter do começo ao fim desse ciclo, ao persistir na defesa da notícia, da verdade. E quero me lembrar daqui 20 ou 30 anos que, num dos momentos mais dramáticos da humanidade, me posicionei ao lado da ciência e da vida", publicou.

O contrato de Araújo com a emissora acabou após 14 anos e não foi renovado. Destaca-se que ela passou por conflitos na empresa ao criticá-la na cobertura da pandemia, além de ter cobrado o governo de Jair Bolsonaro por ações eficientes no atual cenário.