AnaMaria

‘Amor à Vida’ ou ‘Mulheres Apaixonadas’? Globo está em dúvida para ‘Vale a Pena Ver de Novo’

Uma das duas deve ser a próxima novela do 'Vale a Pena Ver de Novo'

Da Redação Publicado em 25/01/2022, às 17h49

Niko e Félix, de Amor a Vida e Helena, de Mulheres Apaixonadas - Acervo TV Globo
Niko e Félix, de Amor a Vida e Helena, de Mulheres Apaixonadas - Acervo TV Globo

A Globo está analisando os próximos sucessos a serem reprisados no ‘Vale a Pena Ver de Novo’. Algumas das opções cogitadas pela emissora carioca são Amor à Vida e Mulheres Apaixonadas, de acordo com o portal Observatório da TV.

Escrita por Walcyr Carrasco, ‘Amor à Vida' é famosa pelo vilão Félix, vivido brilhantemente por Mateus Solano, mas, além disso, a história gira em torno dos segredos que movem as relações familiares. Em primeiro plano está a rica e bem-sucedida família Khoury, um modelo de família feliz, formada pelo médico César (Antonio Fagundes), sua mulher Pilar (Susana Vieira) e os filhos Félix e Paloma (Paolla Oliveira). Sob as aparências, porém, escondem-se segredos alimentados por mágoas, ciúmes, ambições e falta de afeto.

Já ‘Mulheres Apaixonadas’, de Manoel Carlos, aborda a história de Helena (Chrstiane Torloni), uma mulher que resolve viver uma nova paixão após 15 anos de casada. A protagonista é diretora da Escola Ribeiro Alves (ERA), para alunos do Ensino Médio, e está cansada da vida sem emoções que leva com o músico Téo (Tony Ramos), com quem adotou o pequeno Lucas (Victor Curgula). Helena não desconfia, mas, na verdade, o menino é filho biológico do marido com a ex-garota de programa Fernanda (Vanessa Gerbelli). Esse segredo abala silenciosamente a relação dos dois.

O CLONE

Atualmente, a novela em cartaz no Vale a Pena Ver de Novo é ‘O Clone’, absoluto sucesso da dramaturga Gloria Perez. Quando anunciada a reprise, a autora comemorou muito a volta da obra às telinhas da Globo. "Sinto muita alegria em revisitar esse universo. E acho que esse é um dos motivos que levam o público a gostar tanto de rever novelas. Durante um tempo das nossas vidas convivemos com os dramas daqueles personagens, eles se tornam íntimos de nós. Revê-los é revisitar também um tempo do nosso passado. 'O Clone' foi um trabalho maravilhoso de fazer, era uma equipe tão unida, tão apaixonada… Isso transparece na tela", contou.

Confira entrevista com a autora na íntegra aqui!