AnaMaria

Deborah Secco celebra participação da filha, Maria Flor, em 'Salve-se Quem Puder'

"Mamãe babona", escreveu a atriz ao divulgar a notícia

Da Redação Publicado em 24/11/2020, às 12h02 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

A pequena irá contracenar ao lado da mãe - Instagram/@dedesecco
A pequena irá contracenar ao lado da mãe - Instagram/@dedesecco

DeborahSeccoanunciou, nesta terça-feira (24), que a filha Maria Flor, de 4 anos, irá estrear nas telinhas ao participar da novela 'Salve-se Quem Puder' (TV Globo). 

A atriz, que interpreta AlexiaMaxima, uma das protagonistas da trama, compartilhou uma notícia do jornal Extra falando sobre o papel da pequena, que gravará a cena na próxima quinta-feira (26). 

Nos Stories do Instagram, Deborah compartilhou uma sequência de manchetes e se derreteu pela pequena: "Pense em uma mamãe babona". 

De acordo com a matéria do Jornal Extra, divulgada nesta terça-feira (24), na trama Alexia (Deborah Secco) e Renzo (Rafael Cardoso) estarão visitando um hospital para buscar referências para uma fundação beneficente quando se encantarão por uma menininha, a personagem de Maria Flor.

A participação já havia sido acertada antes da pandemia, com convite especial do autor da novela, Daniel Ortiz.

Maria Flor é fruto da união de Deborah Secco com Hugo Moura.

INICIATIVA NO RELACIONAMENTO

Deborah Secco e o marido, Hugo Moura, estão juntos desde janeiro de 2015. Do relacionamento, nasceu Maria Flor, que atualmente está com quatro anos. O casal se conheceu por meio de amigos em comum quando a atriz passava uma temporada em Salvador. 

O encontro, porém, só aconteceu mesmo depois que ela viu um clique do modelo no Instagram de um amigo, se interessou pelo bonitão e tomou a iniciativa de adicioná-lo na rede social. Foi o que bastou para que os dois dessem início ao romance e, pouco tempo depois, fizessem o anúncio da primeira gravidez.

"Eu engravidei com dois meses de namoro, então a gente transava dez vezes ao dia, quando transava médio. Estávamos naquele momento em que só transava. Depois, a gente começou a conversar, transar e cozinhar, transar e ver um filme, mas antes era só transar", revelou durante uma entrevista para Sabrina Sato. 

Deborah contou ainda que a gestação acabou afetando a frequência das relações sexuais com Hugo, sobretudo no início. "Mas no fim [da gravidez], deu uma animada master", contou. Ela afirmou que não perdeu o desejo pelo marido, mas que o casal não tem mais a possibilidade de ter tantos momentos juntos por conta da rotina.