AnaMaria

Resumo da novela ‘Salve-se Quem Puder’: Helena joga verdade na cara de Mário e os dois se beijam

A empresária contará que foi vítima da armação de bandidos ao tentar entrar nos Estados Unidos

Da Redação Publicado em 30/06/2021, às 17h42 - Atualizado às 17h51

Mário (Murilo Rosa) e Helena (Flávia Alessandra) em 'Salve-se Quem Puder' - Globo
Mário (Murilo Rosa) e Helena (Flávia Alessandra) em 'Salve-se Quem Puder' - Globo

Nos próximos capítulos da novela ‘Salve-se Quem Puder’ (TV Globo), Helena (Flávia Alessandra) vai se render à paixão por Mário (Murilo Rosa). Mesmo contra a vontade dele, ela irá até sua casa, falar duras verdades sobre seu passado, e o momento ainda renderá um clima de romance entre os pais de Luna (Juliana Paiva).

Depois do encontro no Empório Delícia, o cozinheiro irá jurar que não quer acabar com a reputação da empresária, e impedirá que ela o siga. Mas Helena estará decidida a reconquistar o ex-marido.

“Eu já disse que não vou fazer escândalo! Ninguém vai saber que antes de virar dondoca de sociedade você teve outra família. Eu não quero acabar com a sua vida como você acabou com a minha e da Luna”, alfinetará ele.

“Mário, você ainda não entendeu? A minha vida era você e a Luna! Eu estou pouco me importando com escândalo. Eu só quero que você entenda que, por mim, eu estaria até hoje do seu lado!”, desabafará Helena.

A madrasta de Téo (Felipe Simas) assumirá que foi ajudada por bandidos para conseguir um visto para os Estados Unidos. No passado, ela mentiu para Mário ao dizer que o “milagre” veio de amigos conhecidos.

“Não era um conhecido. Era um bandido, um desgraçado! Eu não te falei na época porque sabia que você ia ser contra. E eu queria muito o visto para ir na frente, conseguir trabalho e dar um jeito de você e a Luna irem me encontrar em Miami. Pra gente ter um futuro melhor. Só que eu fui burra! Se eu tivesse te contado você teria me impedido. E a gente estaria junto como uma família até hoje!”, lamentará ela.

Desesperada para revelar os detalhes, a loira continuará: “Eu imaginei que ia levar um documento, dinheiro, até contrabando. Mas eu nunca pensei que iam me obrigar a ingerir aquelas cápsulas com drogas. Eu não tinha como recuar com aquele homem me ameaçando. Fui obrigada a engolir as cápsulas e passei mal o voo todo. Quando eu pousei, me prenderam já na Imigração. E foi na cadeia que eu soube que você e a Luna tinham sido mortos pelo bando. Por causa do depoimento que eu dei sobre aquela gente. Eu vi um jornal com a notícia, Mário! Eu vi!”.

Aos prantos, ela irá abraçar Mário e implorar para que ele acredite em suas palavras. Comovido, o cozinheiro irá amparar a ex-esposa e os dois irão se beijar.

Clique aqui e veja o resumo completo da novela.