‘A Dona do Pedaço’: Edilene morre após fazer aborto do filho de Otávio

Em ‘A Dona do Pedaço’, empregada morrerá depois de fazer aborto

Da Redação Publicado sábado 15 junho, 2019

Em ‘A Dona do Pedaço’, empregada morrerá depois de fazer aborto
Edilene (Cynthia Senek) em 'A Dona do Pedaço'. - Globo/João Cotta.

No capítulo deste sábado (15) de ‘A Dona do Pedaço’, os telespectadores acompanharão mais uma reviravolta na trama. Edilene (Cynthia Senek) morrerá depois de fazer um aborto em uma clínica clandestina.

Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Edilene tentará interromper a gravidez a pedido de Otávio (José de Abreu), que é casado com Beatriz (Natália do Vale).
 
Para tentar forçar o chefe a acabar com o casamento, a garota furou as camisinhas antes de ter relações sexuais, justamente para engravidar. Apaixonada, ela achou que o empresário largaria sua mulher para ficar com ela.
 
A empregada ficou chocada quando Otávio se irritou e pediu para que ela faça um aborto. O pai de Vivi (Paolla Oliveira) prometeu toda a assistência para a jovem, incluindo dinheiro para o procedimento e um flat.
 
MORTE E VINGANÇA
Mesmo com o pé atrás, a filha de Cosme (Osvaldo Mill), vai parar em uma clínica clandestina, e sofrerá maus bocados após o aborto. O motorista da família Guedes receberá um telefonema comunicando o paradeiro de Edilene.
 
"Ela tentou fazer um aborto. Provavelmente, numa clínica clandestina. Alguma coisa deu errada, ela foi atirada na rua, com hemorragia. Foi resgatada há pouco", dirá a enfermeira, levando Cosme até a maca em que a garota se encontra.
 
Em seus últimos momentos de vida, Edilene revela para o pai que o responsável por seu sofrimento foi Otávio.

Último acesso: 18 Oct 2021 - 05:14:17 (1066431).