AnaMaria

'A Fazenda 11': Sabrina Paiva sofre racismo e Record TV toma decisão sobre o caso 

Peoa Sabrina foi vítima de racismo e Record TV se manifestou sobre o caso

Da Redação Publicado em 06/11/2019, às 12h29 - Atualizado às 12h30

Sabrina Paiva ganhou a prova de fazendeiro da semana em 'A Fazenda 11' - Antonio Chahestian/ Record TV
Sabrina Paiva ganhou a prova de fazendeiro da semana em 'A Fazenda 11' - Antonio Chahestian/ Record TV

Sabrina Paiva venceu a prova de fazendeira da semana em 'A Fazenda 11', na noite de terça-feira (5). No entanto, momentos antes de realizar o desafio, a peoa afirmou ter escutado um xingamento vindo de trás de um dos vidros da sede, onde geralmente ficam cinegrafistas e outros profissionais do reality. 

Ela disse ter sido chamada de "macaca". "Eu acho que aquilo foi para mim... Eu era a única que estava em pé. Na hora em que eu fui tomar água, estava todo mundo sentado, aí eu ouvi 'senta aí macaca' e um palavrão", desabafou para Andréa e Hariany. 

Rodrigo Phavanello, namorado da modelo, afirmou que também escutou o xingamento. "A gente também ouviu. Sabrina foi pegar um copo e escutou: 'Senta logo aí, macaca'. O que o cara falou foi muito grave, sabia?"

POSICIONAMENTO

Nas redes sociais, a assessoria de Sabrina pediu um posicionamento da Record TV e declarou repudio à situação. 

"Vamos exigir esclarecimentos. Não vamos nos calar, pela Sabrina e por todos que sofrem qualquer tipo de preconceito racial. Chega! Sabrina merece respeito'', disse a publicação. 

DECISÃO 

Após a repercussão do caro, a Record TV se pronunciou sobre o ocorrido e afirmou que a fala racista partiu de um operador de câmera do programa, que foi demitido logo após o episódio. 

"Posicionado atrás de um dos espelhos da sala, fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina Paiva. Imediatamente ao fim do programa, a produtora Teleimage (que presta serviços à Record TV e é a contratante do operador de câmera), identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente."

"A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, será informado à participante Sabrina Paiva que a ela será dado o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim quiser e no momento que desejar. A Record TV e a produtora Teleimage lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções", disse a emissora no comunicado.