AnaMaria

'A Fazenda': JP Gadelha e Cartolouco discutem por causa das redes sociais

Jornalista fez um comentário sobre a conta no Twitter do bombeiro

Da Redação Publicado em 19/09/2020, às 10h32 - Atualizado às 10h32

'A Fazenda': JP Gadelha e Cartolouco discutem por causa das redes sociais - Reprodução/Twitter
'A Fazenda': JP Gadelha e Cartolouco discutem por causa das redes sociais - Reprodução/Twitter

Após as confusões da madrugada, os peões amanheceram com mais discussões! Acontece que neste sábado (19), os integrantes JP Gadelha e Cartolouco se envolveram em uma briga. 

O bombeiro decidiu tirar satisfações com o amigo, depois do jornalista ter falado mal a respeito da conta no Twitter do influenciador. 

"A troco de quê? Foi gratuito. Você estava sóbrio, estava me ajudando a cuidar de todo mundo. Você está se achando certo?", questionou JP.

Cartolouco explicou que sabia que havia errado e que já tinha se desculpado e pediu: "Não precisa sair gritando aqui não". 

O ex-integrante do reality show 'The Circle' reinterou: "Essa já é a segunda vez, a primeira vez eu deixei passar de boa, mas uma parada que me machucou. Você me prometeu ontem, disse 'JP eu não vou mais lhe ofender', ontem você estava sóbrio", explicou. 

O repórter de esportes negou que estivesse de fato sóbrio e o bombeiro afirmou: "Você estava completamente consciente. Na frente de todo mundo no quarto você me mandou enfiar as minhas ideias no c*".

E acrescentou: "Ali tem todas as formas como eu me posiciono, as minhas ideias, meus pensamentos, você pegar aquilo ali e mandar eu enfiar no meu c* na frente de todo mundo é de uma falta de respeito, que se você estiver dizendo que não é, você não está sendo homem". 

O jornalista segiu pedindo que o colega parasse de gritar e insinuou que JP estava tentando chamar atenção. 

"Eu respeito demais suas ideias e concordo com todas elas, já te disse tantas vezes. Aquilo foi uma brincadeira porque você é meu amigo", assegurou Cartolouco. 

JP acrescentou que foi por este motivo que ele se magoou: "Justamente por isso! Se fosse alguém banal que eu não ligasse".