Adriane Galisteu revela por que posou nua após morte de Ayrton Senna: ''Momento difícil''

Artista disse que morava de favor e precisava muito do dinheiro

Da Redação Publicado quinta 6 agosto, 2020

Artista disse que morava de favor e precisava muito do dinheiro
Adriane Galisteu na capa da edição de aniversário da Playboy, em 1995 - Instagram/ Divulgação

Adriane Galisteu abriu o jogo sobre o polêmico ensaio que ela fez para a revista Palyboy, na Grécia, em agosto de 1995. Na época, fazia 15 meses Ayrton Senna, seu namorado, havia morrido. 

Em uma live recente ao canal Clube VIP, no Youtube, a loira revelou os bastidores do ensaio sensual, e contou que posou por 500 mil dólares.

“Nunca escondi que fiz por dinheiro. Eu vivia de favor na época que surgiu o convite. Eu estava num momento muito difícil, não só pela morte do Ayrton. Não sabia o que ia acontecer comigo. Tinha também um irmão doente em casa [ele viria falecer logo depois em decorrência da Aids]. Não tinha outra saída e decidi fazer”, começou ela.

Galisteu explicou se inspirou em outras mulheres que já haviam feito ensaios para a revista: “Foi um marco na minha vida pessoal e profissional e me deu estabilidade financeira".

DEPILAÇÃO

Nos 10 dias de trabalho no país europeu, foram feitos mais de 10 mil cliques, número que foi reduzido para 200 na seleção da revista. A imagem que mais causou polêmica foi uma na qual a atriz depilava as partes íntimas.

"Ele estava certo. Até hoje acho que só vendeu tanto por causa do bafafá criado por essa foto. Virou até matéria do 'Fantástico' na época”, completou.

Último acesso: 19 Oct 2021 - 12:15:40 (1119333).