AnaMaria

Aos 95 anos, Rainha Elizabeth II está com covid-19: ''Sintomas leves''

Palácio de Buckingham anunciou, neste domingo (20), que a Rainha Elizabeth II está com covid-19

Da Redação Publicado em 20/02/2022, às 17h43

Rainha Elizabeth II completou 70 anos de reinado no dia 6 de fevereiro - Instagram/@theroyalfamily
Rainha Elizabeth II completou 70 anos de reinado no dia 6 de fevereiro - Instagram/@theroyalfamily

A Rainha Elizabeth II está com covid-19! Segundo as agências internacionais, o Palácio de Buckingham anunciou, na manhã deste domingo (20), que a monarca britânica, que está com 95 anos, está positiva para a doença.

Em nota oficial, a casa real contou que a Rainha está com sintomas leves de resfriado e que passa bem. Além disso, o comunicado afirmou que a Majestade pretende ''continuar com 'tarefas leves' em Windsor durante a semana".

v"Ela continuará recebendo atendimento médico e seguirá todas as orientações apropriadas", acrescentou o Palácio de Buckingham.

Vale lembrar que, na semana passada, o príncipe herdeiroCharles testou positivo para o coronavírus pela segunda vez. Mais tarde, a esposa, Camilla, também foi diagnosticada com o vírus. Contudo, a Rainha Elizabeth II havia tido contato com os filhos dois dias antes do diagnóstico.

DIFICULDADE PARA SE LOCOMOVER

A Rainha Elizabeth II chamou a atenção do mundo, na última quarta-feira (16), após demonstrar muita fragilidade física ao se locomover com a ajuda de uma bengala. Várias pessoas ficaram curiosas com a cena e algumas chegaram a perguntar para ela como estava se sentindo, ao que a monarca respondeu: “Como podem ver, não posso me mover muito”.

Hoje com 95 anos, a rainha parece visivelmente cansada com as responsabilidades de regente do Reino Unido, principalmente após o falecimento do marido, o príncipe Philip, em abril de 2021. Era ele quem sempre a acompanhava nos compromissos oficiais ou não.

Durante o evento, que aconteceu no Castelo de Windsor, a soberana recebeu a visita do major-general Eldon Millar, oficial responsável pelo relacionamento dela com as forças armadas inglesas e de seu antecessor, o contra-almirante James Macleod.

Após lamentar sua dificuldade de andar, a rainha, que está no poder há 70 anos, apontou para os pés e deu pequenos passos para a frente em direção aos militares que, percebendo suas condições, foram ao seu encontro.

Vale lembrar que a majestade teve problemas de saúde e precisou ser internada em outubro de 2021, quando os médicos solicitaram que ela cancelasse todos os compromissos, pois precisava repousar.