Após morte de Chadwick Boseman, Lázaro Ramos comemora 'Pantera Negra' na TV aberta

Ator celebrou a programação em homenagem ao artista internacional

Da Redação Publicado segunda 31 agosto, 2020

Ator celebrou a programação em homenagem ao artista internacional
Após morte de Chadwick Boseman, Lázaro Ramos comemora 'Pantera Negra' na TV aberta - Reprodução/Instagram

A morte do ator Chadwick Boseman, conhecido por interpretar o super-herói da Marvel, Pantera Negra, no último sábado (29) chocou milhares de fãs ao redor do mundo. 

Nas redes sociais, centenas de celebridades surgiram nos seus perfis para prestar homenagens para o artista, Lázaro Ramos foi um deles. 

Nesta segunda-feira (31), o ator comemorou o fato do longa-metragem 'Pantera Negra' ser a atração da 'Tela Quente' na Rede Globo. 

O marido de Taís Araújo publicou uma gravação com passagens do filme e na legenda do post, comentou sobre a importância da produção ser exibida no canal de TV aberta. 

"Hoje à noite já tenho programação. Vamos assistir juntos o “Pantera Negra" em homenagem a Chadwick Boseman no 'Tela Quente'? O filme de 2018 foi um marco no cinema mundial por trazer, além de representatividade para crianças e adultos através das aventuras do rei T'Challa, um super-herói que precisávamos ver e levar em nossos corações", afirmou. 

Logo em seguida, Lárazo parabenizou o trabalho de todo o elenco do filme

"Isso tudo além de eternizar as atuações do próprio Chadwick e de Lupita Nyongo, Michael B. Jordan, Dana Igurira, Letitia Wright, Daniel Kaluuya, Angela Bassett e outros".

FALECIMENTO

Vale lembrar que Chadwick faleceu aos 43 anos após uma batalha contra o câncer de cólon. De acordo com um comunicado emitido pelos representantes da família da celebridade, ele morreu em casa, junto dos parentes. 

Na carta aberta aos fãs, os familiares contaram ainda que durante seu trabalho como ator, Chadwick enfrentou uma rotina de quimioterapia e cirurgias. 

O artista marcou o cinema norte-americano por interpretar figuras importantes da luta contra o racismo, como James Brown na cinebiografia do cantor, 'Get on Up', e o advogado Thurgood Marshall em 'Marshall - Igualdade e Justiça'. 

Último acesso: 18 Sep 2021 - 08:32:27 (1122245).