AnaMaria
Últimas Notícias / no tribunal

Após ser processada por Larissa Manoela, Fabíola Reipert vence na Justiça

Fabíola Reipert vence na Justiça após ser processada por Larissa Manoela

Da Redação Publicado em 08/10/2019, às 16h13 - Atualizado às 16h13

Fabiola Reipert foi processada, em 2016, pela família de Larissa Manoela após divulgar uma notícia falsa - Divulgação/RecordTV | Leo Franco/AgNews
Fabiola Reipert foi processada, em 2016, pela família de Larissa Manoela após divulgar uma notícia falsa - Divulgação/RecordTV | Leo Franco/AgNews

Os pais de Larissa Manoela foram, em 2016, ao Tribunal após Fabíola Reipert vincular uma notícias em que dizia que a atriz, então com 14 anos de idade, estaria grávida. No entanto, de acordo com matéria divulgada pelo UOL nesta terça-feira (7), a família acabou perdendo na Justiça. 

Na época, a jornalista havia foi publicado no portal R7 a seguinte manchete: "Larissa Manoela é vista com filho de Leonardo e levanta suspeita de gravidez”. 

"Larissa Manoela, aquela atriz-mirim que começou a namorar bem cedo (agora está com 14 anos), tem sido vista em companhia de outro rapaz. A bola da vez é João Guilherme, filho do cantor Leonardo. Há rumores nos bastidores de que a menina estaria grávida, devido a uma barriguinha saliente, mas a atriz nega a informação, inclusive não confirma que esteja namorando. O tempo dirá, né?", dizia o texto da apresentadora.

A família de Larissa pediu R$ 200 mil por danos morais. Por ser menor na época, Larissa foi representada judicialmente pelos pais. 

PRIMEIRA INSTÂNCIA
À princípio, a Justiça entendeu que a atriz havia sido ofendida moralmente e condenou que Fabíola pagasse uma multa de R$ 30 mil. 

No entanto, a defesa da jornalista recorreu e negou que o conteúdo tivesse a intenção de denegrir a atriz, destacando à Justiça o "pleno exercício das liberdades de manifestação de pensamento e de informação".

Em decisão de 2º grau, a Justiça reformulou e concluiu que a jornalista não ofendeu moralmente a atriz e, com isso, a família deverá arcar com as custas processuais da blogueira. Larissa Manoella recorreu novamente.