Bruno Covas é velado em cerimônia na sede da Prefeitura de São Paulo

Prefeito faleceu após longa batalha contra o câncer; agora, o corpo deverá seguir para Santos, sua cidade natal, no litoral paulista

Da Redação Publicado domingo 16 maio, 2021

Prefeito faleceu após longa batalha contra o câncer; agora, o corpo deverá seguir para Santos, sua cidade natal, no litoral paulista
Corpo de Bruno Covas foi velado na tarde deste domingo (16), em meados das 14h - Instagram/@brunocovas | Francisco Cepeda/AgNews

Na tarde deste domingo (16), familiares e amigos próximos de Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, puderam se despedir em uma cerimônia restrita no saguão do edifício Matarazzo, sede da Prefeitura de São Paulo, no centro da cidade.

O corpo do tucano foi cortejado pelas ruas do centro da cidade, dentro do carro do corpo de bombeiros. No trajeto, simpatizantes carregaram faixas, cartazes e bandeiras, remanescentes da campanha para reeleição do político, que aconteceu no fim do ano passado.

A cerimônia aconteceu em meados das 14h, no terceiro andar do hall monumental do Edifício Matarazzo. Além de homenagens, o padre Rosalvino celebrou uma missa.


Crédito: Francisco Cepeda/AgNews


Crédito: Francisco Cepeda/AgNews


Crédito: Francisco Cepeda/AgNews


Crédito: Francisco Cepeda/AgNews

Crédito: Francisco Cepeda/AgNews


Crédito: Francisco Cepeda/AgNews

MORTE
Bruno Covas morreu na manhã deste domingo (16), em São Paulo (SP), aos 41 anos. Ele estava em tratamento contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado. Internado desde o dia 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, o político apresentou piora em seu estado de saúde e teve quadro considerado irreversível pela equipe médica no início da noite da última sexta-feira (14).

"O Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil", diz a nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo.

O político estava hospitalizado desde o começo deste mês após apresentar um sangramento agudo na cárdia, região que liga o estômago e o esôfago, lugar em que teve registrado seu primeiro tumor, em 2019. Neste meio tempo, ele foi para UTI, onde acabou intubado e extubado no mesmo dia, e foi transferido para um leito no semi-intensivo. 

De acordo com informações do G1, as sessões de quimioterapia que estavam previstas foram suspensas por conta do sangramento e Covas realizou sessões de radioterapia. O político estava licenciado desde o início de maio, deixando Ricardo Nunes (MDB), seu vice, no comando da prefeitura de São Paulo.

Bruno Covas foi diagnosticado com câncer em 2019. Após quatro meses de quimioterapia, conseguiu frear a doença. Em abril de 2021, porém, o quadro do prefeito teve complicações. Foi descoberto que o tumor estava novamente em metástase com novos pontos da doença no fígado e ossos.

Último acesso: 06 Dec 2021 - 01:51:40 (1145042).