Caminhoneiro atira contra cadela e é preso em São Paulo

O homem estava incomodado com os animais no local

quinta 6 dezembro, 2018
A cadelinha Pintada está internada, porém estável.
A cadelinha Pintada está internada, porém estável. Foto:Polícia Militar

  Um homem foi detido na noite da última quarta-feira (5) após atirar contra uma cadela na Rodovia Fernão Dias, região da Vila Sabrina, em São Paulo.
 
Ele estacionou seu caminhão na rodovia e, em seguida, sacou uma arma e atirou contra a cadela Pintada, vira-lata conhecida na região. 

O homem foi localizado pela Polícia Militar dentro de seu veículo, onde confessou ter atirado na cadela. Ele foi detido por maus tratos contra animais e porte ilegal de armas.

Notícias Relacionadas

 

Depois de ser atingida, Pintada foi socorrida pelos policiais, que resolveram fazer uma ‘vaquinha’ para custear o atendimento em um hospital veterinário privado, já que não foram encontradas redes públicas próximas disponíveis.
 

AÇÃO DO BEM
 

Depois de ser atingida, Pintada foi socorrida pelos policiais, que resolveram fazer uma ‘vaquinha’ para custear o atendimento num hospital veterinário privado, já que não foram encontradas redes públicas próximas disponíveis.
 

O Hospital Vet Popular, onde a vira-lata foi atendida, recusou o pagamento dos militares e custeou todo o tratamento.
 

HOSPITALIZADA
 

A cadela encontra-se estável e em bom estado de saúde, mas continuará internada para exames diários. 
 

"O Grupo Vet Popular repudia toda e qualquer violência contra os animais e acredita na justiça para que o agressor seja punido por tal crueldade”, disse o hospital em nota divulgada.

Da Redação
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

Bate Bola na Cozinha

BEM-ESTAR

  1. 1 ''Meu filho usa bombinha para asma. Faz mal para o coração?''
  2. 2 Saiba tudo sobre o Parkinson, o distúrbio que surge pela morte dos neurônios
  3. 3 Conheça as 12 orientações europeias que previnem todo tipo de câncer
  4. 4 Maracujá: superalimento muito além de um calmante natural
  5. 5 Comer demais (ou de menos) pode ser um grave problema