AnaMaria
Últimas Notícias / Polêmica

Cantora Márcia Fellipe sugere o uso da bíblia nas escolas e é criticada pela web

A afirmação foi durante o ‘Encontro’ desta quarta-feira (30)

Da Redação Publicado em 30/01/2019, às 16h04 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

A cantora sertaneja Márcia Fellipe - Reprodução/ Instagram
A cantora sertaneja Márcia Fellipe - Reprodução/ Instagram

No ‘Encontro com Fátima Bernardes’ de hoje, um dos assuntos em pauta foi o hábito de leitura. Segundo pesquisa apresentada no programa, cerca de 44% da população brasileira não tem costume de leitura. 

Durante a conversa, a cantora Márcia Fellipe, convidada para embalar a trilha sonora da atração, resolveu dar sua opinião e indicar uma obra que poderia ser lida nas escolas. 

“Quero só fazer uma indicação, está todo mundo falando sobre leitura, eu também gosto, eu acho que o nosso país deveria fazer uma adaptação, até nos colégios também, e pra todos vocês e pra todo mundo, que seria o livro da bíblia”, disse ela.

“BÍBLIA NÃO É RELIGIÃO”

“Lá tem pra edificar, tem pra educar, pra ser seu guia, tem pra tudo e é um livro muito bacana. Sei que todo mundo se interessa pelo amor, pelas aventuras e por tudo, e a bíblia é um livro completo”, continuou Márcia.

“Mesmo as pessoas que muitas vezes seguem religiosamente, não conhecem o texto, né?”, disse Fátima, interrompendo a cantora. “Até porque a bíblia não é religião, a bíblia é amor, e Deus só quer realmente nos edificar, nos beneficiar, então eu deixo aqui a minha dica pra vocês”, concluiu a cantora. 

DEBATE NA WEB

O assunto gerou repercussão no Twitter, onde muitos telespectadores não gostaram da opinião da sertaneja. “Por que só a Bíblia nas escolas? Por que não o Alcorão, a Torá, livros sobre as divindades africanas? Vivemos num país laico, temos por obrigação respeitar as diversidades culturais e religiosas”, apontou uma internauta.

“Bíblia é o maior livro de ficção de todos os tempos, tem gente que até hoje acredita nas suas lendas, e ainda impõe o que está escrito lá nas vidas alheias”, disse outra telespectadora.