AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Carioca fez transplante capilar para tratar calvície; método custa até R$ 30 mil

Ninguém está imune a este problema, mas existem opções de tratamento

Ana Caroline Oliveira Publicado em 24/11/2018, às 12h16 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

O humorista Carioca revelou que já fez transplante capilar - Reprodução/Instagram
O humorista Carioca revelou que já fez transplante capilar - Reprodução/Instagram

O humorista Carioca deu uma entrevista ao "Conversa com Bial" da última quinta-feira (22), em que revelou já ter sido alvo de piadas por ter ficado careca. Para acabar com a "brincadeira", optou por se submeter a um transplante capilar.

"Eu tinha calvície. Operei", contou para Pedro Bial. "O cabelo não é falso, é verdadeiro. Só mudei de lugar". Assim como o humorista, outros famosos já enfrentaram o problema, como Elton John, Naomi Campbell, Viola Davis e Britney Spears.

NÃO SÃO SÓ ELES

De acordo com a Sociedade Brasileira do Cabelo, cerca de 42 milhões de brasileiros sofrem com a calvície, sendo que aproximadamente 50% dos homens em idade adulta são atingidos por algum grau. 

Márcio Crisóstomo, cirurgião plástico e especialista em restauração capilar, explica que a calvície, também chamada de alopecia, é a queda dos fios em excesso – entre 100 a 150 fios por dia.

Isso causa grande redução do volume capilar e o aparecimento de entradas, além da exposição do couro cabeludo no centro da cabeça. É em pessoas do gênero masculino que os primeiros sinais surgem mais cedo, por volta dos 20 anos de idade. Já nas mulheres os indícios são mais tardios, sendo comum após a menopausa. 

No caso, o problema pode ser resultado de predisposição genética, anemias, alterações hormonais e nutricionais e doenças do couro cabeludo.  

TRATAMENTO

As opões de tratamento clínico são variadas, podendo incluir medicações orais e tópicas (para passar), lasers, microagulhamento e infusão de medicação no couro cabeludo. 

“Todos com o intuito de retardar a queda e ‘encorpar’ os fios mais finos. Nenhum tratamento atual faz nascer cabelos novos”, afirma o cirurgia plástico.

Quando o cabelo não responde aos medicamentos e a situação se mostra irreversível, os médicos aconselham o transplante capilar, como foi o caso de Carioca.

FIO A FIO

O transplante capilar é um método que retira fios da região lateral da cabeça e da nuca, mas em casos excepcionais pode tirar da barba ou outras partes do corpo. 

“Esses fios tem uma resistência aos hormônios que levam à calvície e mantém essa característica após o transplante”, explica o especialista.

Trata-se de um procedimento que não possui rejeição e após transplantado, esse cabelo não possui risco de cair novamente, embora alguns caiam em pequeno percentual. 

Apesar de interessante, a técnica esbarra no preço alto, que pode variar de R$ 15 mil a 30 mil reais. 

Diferentemente do transplante, o implante é um método que utiliza cabelo artificial para implantar na região calva. Contudo, possui chances de rejeição com o passar do tempo. No Brasil, implante e transplante capilar são usados como sinônimos.

{# Taboola Newsroom #}