AnaMaria

Caso João de Deus: Xuxa se diz envergonhada e dá apoio às mulheres

Ela deu recado e incentivou todas a denunciarem os abusos

Da Redação Publicado em 13/12/2018, às 18h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Xuxa gravou vídeo de apoio contra João de Deus. - Reprodução/ Instagra
Xuxa gravou vídeo de apoio contra João de Deus. - Reprodução/ Instagra

A cantora e apresentadora Xuxa Meneghel usou seu Instagram na tarde desta quinta-feira (13) para expressar solidariedade às mulheres agredidas sexualmente pelo médium João de Deus. Ela disse que o conheceu, e se sente envergonhada.

“Tive um carinho muito especial por ele, mas infelizmente me enganei, e me enganei feio. Divulguei o documentário dele, falei que era uma pessoa legal, e me sinto na obrigação de dizer pra vocês que estou um pouco envergonhada com tudo isso”, desabafou.

Xuxa incentivou as pessoas que foram agredidas a denunciarem, e falou como é difícil ter coragem para seguir em frente: “Entendem que essas pessoas não falaram sobre isso no passado por vergonha, medo, querendo esquecer tudo isso”, explicou a loira.

“Quero dizer a todas vocês, mulheres que passaram por esses atos, que eu estou com vocês. Sinto muito mesmo, de verdade. Se tiver outras pessoas que passaram por coisa parecida, denunciem, pois os culpados têm que pagar por isso”, concluiu a apresentadora do Dancing Brasil.

O CASO JOÃO DE DEUS

As investigações do caso começaram após uma série de denúncias de mulheres ao “Conversa com Bial” e no jornal “O Globo”. Nas entrevistas, elas alegam terem sofrido abuso sexual durante tratamentos de ‘cura’ com o médium.

Depois do relato de 13 mulheres, uma força-tarefa da Promotoria de Goiás foi criada para recolher relatos de supostas vítimas. Nas ocorrências, há violências desde a década de 1980 até outubro de 2017.

O Ministério Público de Goiás pediu a prisão de João de Deus na última quarta (13). A administração do hospital espiritual ministrado por ele prevê grande colapso econômico.