AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Celso Zucatelli muda compromissos para cuidar dos cachorros: ‘’Prioridade’’

Celso Zucatelli fala sobre Paçoca e Tapioca: ‘’A vida é muito chata sem cachorro’’

Ives Ferro Publicado em 04/11/2019, às 07h30

Celso Zucatelli é 'pai' dos pequenos Paçoca e Tapioca - João Passos
Celso Zucatelli é 'pai' dos pequenos Paçoca e Tapioca - João Passos

Quem conhece Celso Zucatelli sabe que Paçoca, 8, e Tapioca, 5, seus cachorrinhos de estimação, são mostrados com frequência em suas redes sociais, demonstrando toda a importância que têm para o apresentador. 

Em conversa com AnaMaria Digital, ele conta que os pets são prioridades em sua vida e revela como faz para cuidar dos pequenos em meio à rotina corrida.

“Mudo agenda de cuidados médicos, cancelo viagens, volto pra casa mais cedo. É muita felicidade que eles nos dão para eu não aproveitar o máximo de tempo com os dois e retribuir com o melhor presente: a nossa companhia”, conta.

NOMES DIFERENTÕES

Paçoca veio primeiro, Tapioca depois. Zucatelli explica que precisou convencer a mulher, Ana Cláudia Duarte, para que os cães fizessem parte da família. 

Já a escolha dos nomes inusitados têm um significado: “Paçoca e Tapioca são duas comidas bem brasileiras que eu amo demais e não vivo sem. No caso dos meus filhos, cada nome foi adequado à cor dos pelos”, explica.

Tapioca (esquerda) e Paçoca (direita). (Foto: Instagram/ @ladytapioca)

MELHOR AMIGO DO HOMEM

Ao lado deles, segundo Zucatelli, não existe dia ou momento ruim. Na época em que ele trabalhava na Record TV, o jornalista seguia para a emissora levando o mascote. E a imagem de Paçoca em meio ao congestionamento “infernal” alegrava o dia de qualquer um.

“Imagina olhar para o lado e ver um cara numa moto de 400 kg cheia de caveiras com um cachorro no peito de capacete e óculos, parecendo um bicho de pelúcia. A pessoa abre um sorriso e eu sei que mudei o dia dela”, se derrete.

Paçoca com equipamento de segurança. (Foto: Instagram/ @pacocadog)

COMPORTAMENTO

Os fofuchos são da raça Splitz Alemão, conhecidos popularmente como Lulu da Pomerânia. Mas as personalidades de ambos são opostas.

O jornalista se diverte ao falar que Tapioca é brava e avança em todo mundo. “Ela não morde, mas late e rosna como se fosse um PitBull”, completa. 

Já Paçoca, o mais quietinho, apronta poucas e boas. “Uma vez, enquanto eu fechava a porta, ele entrou no elevador [do prédio] e eu moro no 27º andar. Bati todos os recordes de corrida em escada para pegar o cara no 20º”, relembra, aos risos.

De tão famosos, os bichinhos já fizeram muitas campanhas de alimentação, medicamentos e outros produtos pet. “Eles nos fazem bem. A imagem de um cão ou gato muda o dia da gente a publicidade sabe disso”, conclui o apresentador.

Celso ao lado de Paçoca, seu 'filho' mais velho. (Foto: Instagram/ @pacocadog)

{# Taboola Newsroom #}