AnaMaria

Cid Moreira fala sobre fãs quando apresentava 'Jornal Nacional': ''Quebraram meu carro''

Jornalista esteve à frente do noticiário por 27 anos

Da Redação Publicado em 18/09/2020, às 14h49 - Atualizado às 14h49

Cid Moreira é convidado do 'Conversa com Bial' para falar dos 70 anos da TV brasileira - TV Globo/Divulgação
Cid Moreira é convidado do 'Conversa com Bial' para falar dos 70 anos da TV brasileira - TV Globo/Divulgação

Cid Moreira se tornou um símbolo do jornalismo já que esteve à frente do 'Jornal Nacional' por 27 anos. Nesta sexta-feira (18), data em que são celebrados os 70 anos da televisão brasileira, o veterano relembrou a época do noticiário e o assédio dos fãs. 

Em entrevista ao site Na Telinha, Cid revelou que o auge de sua fama na TV Globo gerou uma confusão e acabou quebrando seu carro. 

"Às vezes eu tinha que sair escondido da emissora, em um portão diferente, para conseguir ir embora para casa sem o tumulto das fãs. Uma vez quebraram meu carro na confusão", relembrou. 

Além disso, ele também contou sobre o "sufoco" com as notícias de última hora. "Como tudo ainda era meio experimental, às vezes, entrava uma imagem que não condizia com o texto. Era um sufoco as notícias de última hora para editar. As regiões eram interligadas por links e às vezes demorava muito para chegar as informações", explicou. 

Sobre as comparações de sua estreia para o tempo atual, ele ressalta que a tecnologia é a maior diferença. "Hoje está tudo instantâneo, tudo acontece veja é noticiado na hora". 

Cid estreou o 'Jornal Nacional' ao lado de Hilton Gomes, em setembro de 1969. Ele deixou a bancada do noticiário em 1996, quando foi substituído por William Bonner.