AnaMaria

Claudia Raia se pronuncia após vídeo polêmico de exercícios físicos: ''Não serei presa''

Atriz foi denunciada por ''exercer'' função de educadora física sem formação

Da Redação Publicado em 20/11/2020, às 14h10 - Atualizado em 09/12/2020, às 10h10

Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello treinaram juntos no Instagram - Reprodução/Instagram
Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello treinaram juntos no Instagram - Reprodução/Instagram

Claudia Raia se pronunciou pela primeira vez após a publicação de um vídeo, no qual ela e seu marido, Jarbas Homem de Mello, praticam exercícios físicos no Instagram. A atriz foi acionada pelo Conselho Federal de Educação Física (Confef), para averiguar se ela praticou o exercício ilegal da profissão.

“Tenho muito apreço e respeito pelos profissionais de Educação Física e instrutores. Sou acompanhada pelo meu personal trainer, Tonhão, há 22 anos. Nunca fiz exercícios sem recomendação de um profissional ou desacompanhada dele, assim como nunca incentivei que outras pessoas fizessem”, revelou em entrevista ao site Hugo Gloss, na última quinta-feira (19).

A mãe de Enzo e Sophia explicou o que de fato aconteceu na ocasião: “Como esclareci em meu depoimento, o exercício físico do vídeo em questão foi orientado pelo profissional de educação física Marcos Prado. Ele, inclusive, prestou depoimento também corroborando que nos acompanhava e me orientava em relação ao que deveria ser falado”.

“Nunca foi minha intenção exercer a atividade de educadora física, e nem mesmo obter qualquer tipo de benefício com a divulgação do vídeo, aliás, acho que isso deve estar bem claro para todos que conhecem ao menos um pouco dos meus 35 anos de carreira como atriz e bailarina”, completou Claudia.

A atriz ainda reclamou do sensacionalismo de alguns veículos ao dar a notícia. “Meus advogados até pediram que tudo corresse em segredo de justiça, para evitar o sensacionalismo, como o que está acontecendo agora, com alguns veículos de comunicação que, absurdamente, estão divulgando que eu supostamente serei presa. Essa possibilidade não existe. Vamos deixar isso bem claro”, contou.