AnaMaria

Coluna da Estopinha: Ficar longe de você faz seu cão sofrer?

Para ele, ficar sem a companhia não é natural

Alexandre Rossi Publicado em 05/06/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Coluna da Estopinha: Ficar longe de você faz seu cão sofrer? - iStock
Coluna da Estopinha: Ficar longe de você faz seu cão sofrer? - iStock
Se o cachorro age como sua sombra e se desespera ao ficar longe de você, é provável que sofra de ansiedade de separação. Para ele, ficar sem a companhia não é natural. Além disso, a ociosidade durante o período sozinho pode gerar outros problemas, como
muito latido, destruição de objetos... Como resolver? 1) Crie estímulos e brincadeiras que o façam se distrair sozinho. Dê brinquedos que liberem ração ou petisco conforme o animal brinca – dá para fazer com garrafa PET (basta furá-la e colocar ração ou petiscos dentro). 2) Atividade física também é importante. Assim, quando estiver só, a tendência é que ele prefira descansar. Então, leve-o para passear antes de deixá-lo sozinho. A ansiedade de separação ainda pode ser desencadeada ou reforçada pelos próprios tutores. Como? Quando vão sair, dão início a longas e dolorosas despedidas. Ao chegar, é aquela festa! Pode parecer frio ignorar o pet na chegada e na saída, mas deixa o animal mais tranquilo. Se o seu pet já associou, por exemplo, as chaves de casa à sua partida, diariamente, pegue-as nas mãos e brinque com o cão. Depois devolva-as no lugar. Logo ele deixará de ligar esse objeto com sua saída. O mesmo treinamento vale para qualquer coisa que remeta à sua ausência para o cão. Assim, a ansiedade do pet diminuirá quando você estiver fora.

CURIOSIDADE
Teste do petisco
Para detectar o que estressa o cão, ofereça um petisco que ele adore. Se estiver tomando banho e aceitar a guloseima, é sinal de sossego. Se recusar, pode estar estressado e/ou ansioso (isso, claro, se o seu pet não for guloso como a Estopinha.

PERGUNTE QUE A ESTOPINHA RESPONDE

"Estopinha, meu cachorrinho sabe onde deve fazer xixi, mas, às vezes, ele faz no canto errado. Como devo agir para ensiná-lo a não trocar mais o lugar?"
Carla Souza, Belo Horizonte, MG.

Tia, quando erra, não é de propósito, tá? Nós, cachorrinhos, gostamos de tudo limpo e, às vezes, temos dificuldade de acertar o canto, pois o banheirinho ou o tapetinho já tem coco e xixi. E pra não ficar pisando nas caquinhas meio “éca” que têm lá, procuramos outro lugar para se aliviar (risos). Outra coisa que pode atrapalhá-lo: o tamanho do banheiro dele. Precisamos de espaço para dar aquelas voltinhas sem ter que mirar num alvo e ser certeiro (risos). Evite também mudar o lugar onde ele faz xixi para não confundi-lo. Uma hora é no canto, outra hora na sala... E, ó, sempre que ele acertar o xixi, o recompense. Nós adoramos festa, com uns bifinhos então, hummm...

Alexandre Rossi é zootecnista e especialista em comportamento pet. Autor de livros e fundador da Cão Cidadão, comanda o
quadro Desafio Pet (Programa Eliana/SBT), Missão Pet (Nat Geo) e É o Bicho (BandNews FM). caocidadao.com.br

Envie suas sugestões e perguntas para o e-mail anamaria@maisleitor.com.br