Com histórico de câncer, Ana Furtado explica por que não está no grupo de risco do coronavírus

A apresentadora do ‘É de Casa’ esclareceu dúvidas sobre o vírus

Da Redação Publicado sábado 28 março, 2020

A apresentadora do ‘É de Casa’ esclareceu dúvidas sobre o vírus
Ana Furtado explica que não é grupo de risco de coronavírus - Globo

Por conta da pandemia do coronavírus, Ana Furtado disse que tem recebido uma série de mensagens de fãs preocupados ao vê-la apresentando o ‘É de Casa’, na manhã deste sábado (28).

"Depois do último programa, no sábado passado, muitas pessoas mandaram mensagens, pra mim e pra a nossa central de atendimento, preocupadas com a minha participação ao vivo aqui no 'É de Casa', já que eu tive câncer de mama”, contou ela.

Mesmo com histórico de câncer, a mulher de Boninho esclareceu que não faz parte do grupo de risco da doença. Ela conversou com o oncologista Fernando Maluf para esclarecer algumas dúvidas.

“Existe uma pequena parte dos pacientes oncológicos que são realmente grupo de risco. A grande maioria dos pacientes que tiveram diagnóstico de câncer, ou até mesmo alguns que têm, eles não fazem parte do grupo de risco”, disse o especialista.

Maluf afirmou que o primeiro grupo de risco são pacientes com neoplasias ou tumores hematológicos, como linfomas, leucemias e mielomas. Depois, os que estão fazendo tratamento que diminua a imunidade (quimioterapia) e, por fim, pacientes com a doença muito avançada.

"Fora esses três grupos, não existe nenhum dado ou estudo que sugira que os outros pacientes ou que estão remissão da doença, como é o seu caso, ou que estão fazendo tratamento que não diminui a imunidade, que essas pessoas têm algum risco maior ou de infecção ou de complicação”, concluiu ele.

Último acesso: 03 Jun 2020 - 23:32:03 (1104669).