Conheça a psoríase, doença sem cura que Kim Kardashian pode passar para seus filhos

As lesões começaram a aparecer há algum tempo na pele da socialite, que desabafou nas redes sociais

Por Ives Ferro e Marcela Del Nero Publicado sexta 15 março, 2019

As lesões começaram a aparecer há algum tempo na pele da socialite, que desabafou nas redes sociais
Kim Kardashian ao lado do marido, Kanye West, e dos filhos North, Saint e Chicago West. - Reprodução/ Instagram

Recentemente, a empresária e influenciadora digital Kim Kardashian anunciou para seus fãs que sofre de uma condição na pele: a psoríase. 

Na última segunda-feira (11), ela compartilhou o drama com seus seguidores nas redes sociais, e disse que a doença tem afetado sua autoestima.

“Acho que o momento chegou para eu começar a tratar minha psoríase. Eu nunca tinha visto desse jeito antes e, no ponto que está, eu não consigo nem cobrir. Tomou conta do meu corpo inteiro”, desabafou ela em seu Twitter.

As lesões ficaram evidentes pela primeira vez em Kim quando a celebridade foi fotografada sem maquiagem por um paparazzo. Os tablóides disseram que ela “sofria com pele ruim”. “É psoríase por todo o meu rosto”, disse.

Foto: Reprodução/ Instagram

A psoríase pode ocorrer em homens e mulheres, geralmente antes dos 30 e após os 50 anos. A doença é inflamatória autoimune, isso quer dizer que o organismo ataca uma parte normal do próprio corpo. 

Sem cura, ela é caracterizada por lesões avermelhadas na pele, e pode variar de acordo com a gravidade. 

Em conversa com AnaMaria, Michelle Palmiro, dermatologista e fundadora da Liga de Medicina Universidade Estadual da Bahia, afirma que a psoríase é uma doença crônica, como hipertensão e diabetes. 

CONTÁGIO
A especialista ressalta que não há preocupações quanto ao contato físico e que evitá-lo pode ser constrangedor para quem tem a condição. 

“É muito importante que a população saiba que não é contagioso, pois o preconceito gera depressão e ideia suicidas em cerca de 90% dos pacientes”, destaca.

HEREDITÁRIO
Os filhos da socialite têm cerca de 30% de chance de desenvolverem a doença. Michelle explica que os riscos são maiores caso forem gêmeos idênticos. 

TIPOS
Segundos dados da Psoríase Brasil, entidade sem fins lucrativos que busca informações relativas a doença, existem cinco graus da condição: vulgar, intertriginosa, gutata, pustular, eritrodérmica. 

Os ferimentos podem aparecer no couro cabeludo, unhas,  articulações, e podem gerar até artrite psoriásica (joelho e cotovelo inchados, por exemplo).

TRATAMENTO E CAUSA
A profissional esclarece também que não há cura, apenas controle com tratamento que varia conforme o tipo e gravidade da condição.

“A causa da psoríase ainda não é determinada, porém sabemos que existem variações genéticas ou mesmo medicamentosas que possa induzir seu aparecimento”, explica ela.

Lembre-se sempre de consultar um médico de sua confiança caso haja sintomas parecidos com a condição mencionada.

Último acesso: 19 Apr 2021 - 06:09:39 (1056197).