ultimas-noticias   / Prótese mamária

Conheça mitos e verdades sobre as próteses de silicone

Silicone é a cirurgia plástica mais feita no Brasil; veja mitos e verdades

Da Redação Publicado quarta 15 janeiro, 2020

Silicone é a cirurgia plástica mais feita no Brasil; veja mitos e verdades
Veja mitos e verdades sobre próteses de silicone - Getty Images

Estudos já provaram diversas vezes que o Brasil é grande adepto de cirurgias plásticas e reparadoras.

Atualmente, o país está à frente do México e do Japão quando se trata de procedimentos estéticos invasivos, ocupando o segundo lugar do ranking mundial.
 
A última pesquisa da ISAPS (Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética) constatou que são realizadas cerca de 220 mil mamoplastias de aumento (aumento de mama com implantes de silicone) em território nacional.

Apesar da preferência, diversos mitos rondam o universo dos implantes de silicone. Para esclarecer alguns deles, AnaMaria Digital conversou com o cirurgião plástico Marco Cassol respondeu algumas das dúvidas mais frequentes. 

Durante a cicatrização não se pode trabalhar peitoral, ombro e costas
MITO:
A mulher pode continuar trabalhando estas regiões, mas é recomendada cautela na prática de atividades. É importante que a aluna, o médico e o educador físico cheguem à uma decisão conjunta sobre quando e como os exercícios devem ser retomados.
 
Pode-se continuar pegando pesado na malhação após a cirurgia
VERDADE: As mulheres podem e devem continuar malhando após a implantação das próteses, desde que o período de recuperação seja respeitado. Ou seja: é só ir com calma que está tudo certo!
 
Esportes radicais estão liberados por completo
MITO: O uso de próteses não impede a prática de exercícios físicos. Mas é preciso cuidado redobrado na prática de esportes radicais, principalmente os que promovem alto impacto na região do tórax.  
 
É possível ter problemas de postura após a implantação de próteses grandes
VERDADE: Não só problemas de posturas, como dores nas costas também podem aparecer. Logo, o ideal é optar por próteses de acordo com o seu tamanho, visto que podem promover maior conforto. 
 
A cicatriz deixada pela operação pode virar queloide
VERDADE:  A formação de queloides, uma cicatriz volumosa de cor vermelha ou escura, varia de organismo para organismo. Caso a paciente seja propensa, é recomendável avisar o médico para que ele possa indicar os devidos cuidados durante o pós-operatório.
 
Próteses de silicone aumentam as chances de ter câncer de mama
MITO:  As próteses de silicone não aumentam o risco do câncer de mama, mas é sempre bom lembrar que todas as mulheres devem realizar o autoexame de toque e mamografia a partir dos 35 anos.
 
Não é recomendado que menores de 18 anos optem pela prótese
VERDADE: Menores de idade ainda estão com o corpo em formação. O indicado é fazer a cirurgia apenas depois de cinco anos da primeira menstruação.
 
A prótese pode atrapalhar a amamentação
MITO:
  O implante de silicone é colocado abaixo das glândulas mamárias ou do músculo. A única recomendação é que a mulher aguarde pelo menos três meses depois da cirurgia para amamentar.

O silicone tira a sensibilidade dos seios
VERDADE: Na maioria dos casos, a perda de sensibilidade nas aréolas é temporária. Por isso, é imprescindível conversar antes com o cirurgião plástico para esclarecer as dúvidas e confiar na sua avaliação.

Último acesso: 18 Apr 2021 - 23:13:15 (1095049).