AnaMaria

Crônica da Xênia: Cuidado com as tentações

Poderosos e sedutores, nossos desejos são perigosos! Sem controle, eles nos prejudicam

Xênia Bier Publicado em 29/06/2017, às 16h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Crônica da Xênia: Cuidado com as tentações - iStock
Crônica da Xênia: Cuidado com as tentações - iStock
Todas as noites, faço minhas orações. Que não são decoradas, mas conversas com Deus que saem da minha alma. E sempre agradeço por aquele dia que se encerra. O outro grande agradecimento faço para meu anjo da guarda, por me proteger das tentações. As pessoas não dão importância a uma atitude tão perigosa em nossa vida! Quanta gente boa se destruiu por um momento impensado (e impulsionado pela tentação). Infelizmente, somos ainda muito superficiais em nossas atitudes. Não percebemos a nossa ignorância espiritual e as religiões só reforçam essa ignorância. Pense: quantas vezes sofreu por cair em tentação? E não falo de sexo. Apesar de entrar na lista. Deixo um exemplo bem claro – muita gente não vai entender, mas acho válido. Sinto muito quem não gostar. O que aconteceu com um homem, já com 67 anos, bem posto na vida, casado, famoso, pai, com 40 anos de carreira, que jamais teve uma mancha em seu currículo? Volto a perguntar: o que deu na cabeça dele para jogar a sua história no lixo ao assediar sistematicamente e de forma grosseira uma colega? E, na hierarquia profissional, a moça exerce uma função mais simples, o que causa mais repulsa. Afastado do trabalho, enlameado profissionalmente, a carreira parece encerrada... Cara leitora, só machismo não explica o fato. Por isso, todas as noites, peço fortemente para o meu anjo da guarda (por mim, por minha filha e por minha neta): não nos deixeis cair em tentação. Amém!