Datena é acusado de assédio sexual por jornalista da Band; ele nega

Bruna Drews entrou na equipe do ‘Brasil Urgente’ em 2014

Da Redação Publicado sexta 18 janeiro, 2019

Bruna Drews entrou na equipe do ‘Brasil Urgente’ em 2014
Datena comandou por muito tempo o programa policial 'Brasil Urgente', na Band - Reprodução/ Instagram

José Luiz Datena, 61, foi acusado pela ex-repórter do ‘Brasil Urgente’, Bruna Drews, 35, de a ter assediado em uma festa de confraternização da emissora. Na ocasião, Datena teria chamado Bruna de “gostosa”, e afirmado que já havia se masturbado pensando nela.

Datena negou as acusões de Bruna ao site Notícias da TV: “Na comemoração, repeti que ela era muito bonita e que não precisava emagrecer, porque ela já era competente. Tirando isso, todo o resto é mentira, calúnia e delírio”, disse ele.

Bruna entrou na equipe do ‘Brasil Urgente’ em 2014, e já vinha recebendo “elogios” do apresentador em pleno programa ao vivo. Na denúncia, a jornalista afirmou que se sentia constrangida com os comentários, e revelou apelidos como “Lanchinho do Datena” e “Mina do Datena”.

TESTEMUNHAS

O diretor do programa, Rafael Gessullo, estava com a esposa na hora, mas deixou o local ao presenciar a cena. Ao Notícias da TV, ele negou: “Eu vi os dois conversando, mas não escutei nada. Nós saímos da mesa para conversar em outro lugar do bar. Não fomos embora”. 

Uma testemunha, que não quis ser identificada, confirmou a versão de Bruna. Em nota, a Band disse que “o processo trabalhista em questão tramita em segredo de Justiça, a pedido, inclusive, da própria autora. A Band está impedida de se manifestar sobre o assunto”.
 

Último acesso: 06 Jun 2020 - 17:53:58 (1051528).