AnaMaria

Diego Montez diz que nunca conversou sobre sua sexualidade com o pai, Wagner Montes

"É uma coisa que sempre levei muito pra mim", explicou o ator

Da Redação Publicado em 13/10/2020, às 13h46 - Atualizado às 13h58

O ator esteve no canal do Youtube de Caio Fischer - Globo/Estevam Avellar | Instagram
O ator esteve no canal do Youtube de Caio Fischer - Globo/Estevam Avellar | Instagram

Filho da atriz SôniaLima e do apresentador WagnerMontes, o ator DiegoMontez disse, em entrevista ao youtuber CaioFischer, que nunca conversou com o pai sobre sua sexualidade. 

"Isso é uma coisa que sempre levei muito para mim, eu nunca tive essa conversa com meu pai. Nunca foi uma coisa que a gente conversou sobre", disse o artista, que teve sua estreia nas telinhas da Globo na novela "Bom Sucesso".

Antes da pandemia, o artista interpretava Montes no musical 'SilvioSantos vem aí'. Ainda no bate-papo, ele contou como foi interpretar o próprio pai no musical. 

"Fazer o meu pai numa peça é basicamente fazer um vestibular em que você prestou atenção na aula todos os dias. Porque você não precisa de fato estudar, você sabe como é que funciona. Como muitas coisas, muitos registros do meu pai, eram de antes do meu nascimento, eu tive que assistir a muita coisa, pesquisar, principalmente o lado dele cantor", detalhou.

"Nem sabia que existia um foco tão grande nisso na carreira dele. Foi o processo de juntar toda a minha bagagem de convivência com ele, de saber o gestual e, ao mesmo tempo, pesquisar como era o Wagner lá de trás", concluiu.

Wagner Montes faleceu em 2019, em decorrência de um choque séptico e sepse abdominal. 

SONHO DO PAI

Depois do sucesso como William na novela ‘Bom Sucesso’, Diego Montez revelou, em entrevista ao Glamurama divulgada em fevereiro deste ano, que o maior sonho de seu pai, Wagner Montes, era vê-lo na tela da Globo. O apresentador morreu em janeiro de 2019, dias antes do filho receber o papel.

“Acho que, mais uma vez, vou falar sobre o tempo certo. Ele queria demais me ver na Globo, era realmente um objetivo. Ele faleceu uma semana antes de eudescobrir que havia ganhado o papel, mas com certeza ele me abençoou lá de cima”, disse o ator.

O global foi questionado também sobre a relação que tinha com o pai depois de assumir ser gay. “Uma coisa que ele sempre prezou muito foi o respeito. Ele me respeitava, me amava, e tínhamos a melhor relação possível. Ele só queria me ver feliz”, frisou.