AnaMaria

Distrito Federal e Santa Catarina flexibilizam uso de máscara

Proteção facial deixa de ser exigida em espaços abertos

Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil - Brasília Publicado em 03/03/2022, às 17h58

Distrito Federal e Santa Catarina flexibilizam uso de máscara - Unsplash/Brian Asare
Distrito Federal e Santa Catarina flexibilizam uso de máscara - Unsplash/Brian Asare

Os governos do Distrito Federal e de Santa Catarina decidiram flexibilizar a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial, medida adotada para evitar a contaminação pelo coronavírus.

No Distrito Federal, o uso de máscaras deixará de ser exigido em locais abertos a partir de segunda-feira (7). A decisão foi adiantada nas redes sociais pelo governador Ibaneis Rocha. Para justificar a medida, o governo local apontou a queda das taxas de transmissão da covid-19. No início desta semana, o índice de transmissão estava em 0,66.

Fica mantida, entretanto, a obrigatoriedade do uso de máscaras “em espaços públicos fechados, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços e nas áreas de uso comum dos condomínios residenciais e comerciais.

Para entrada em shows e eventos esportivos, será preciso apresentar documento comprovando vacinação com as duas doses.

SANTA CATARINA

O governo de Santa Catarina deixou de exigir o uso de máscaras para crianças com idades entre 6 e 12 anos. Conforme o decreto com a nova regra, a adoção desse instrumento de proteção segue como uma recomendação em ambientes públicos e privados.

Ainda de acordo com a administração catarinense, o uso da máscara por crianças com até 12 anos na escola é facultativo, ficando a decisão a critério dos pais.