AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Ex-presidente da Caixa é defendido por esposa, para quem denúncias buscam "destruir" família

Declaração de esposa de ex-presidente da caixa foi apoiada por primeira-dama Michelle Bolsonaro

Da Redação Publicado em 05/07/2022, às 07h05

Manuella Guimarães defende marido, ex-presidente da Caixa, das acusações de assédio. - Instagram/@mpguimaraes
Manuella Guimarães defende marido, ex-presidente da Caixa, das acusações de assédio. - Instagram/@mpguimaraes

Manuella Guimarães, esposa do ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, defendeu o marido das acusações de assédio que ele sofre de suas ex-funcionárias. A declaração aconteceu em uma rede social na última segunda-feira (4).

“Sabíamos que na luta pelo Brasil haveria deslealdade, inveja, sordidez e falsidade. Sabíamos que seriam acompanhados de ataques deliberados e impiedosos com objetivo único de destruir nossa família”, escreveu.

“Para muitos, minha guerra por um Brasil melhor começou em 2019 com o Pedro Presidente da Caixa Econômica Federal. Entretanto começou em 2014 com o meu pai, Leo Pinheiro”, completou. Ele foi delator do ex-presidente Lula na Operação Lava Jato. Após um período, porém, o empreiteiro voltou atrás nas acusações.

Entre as pessoas que apoiaram a manifestação de Manuella está a atual primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que escreveu “Querida” em um gesto de apoio da mensagem. Pedro Guimarães comentou na publicação da esposa um “Eu te amo”.

O QUE ACONTECEU?

Pedro Guimarães foi acusado por várias funcionárias da Caixa Econômica Federal de assédio sexual. Cinco delas deram entrevista ao portal Metrópoles, revelando publicamente a situação. Por conta disso, ele entregou uma carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro no dia 29 de junho.

O Ministério Público Federal (MPF) investiga Guimarães, mas o caso está sob sigilo. Na última segunda-feira (4), mais seis funcionários do alto escalão da Caixa Econômica foram afastados de seus cargos.