Fabiana Karla critica Porta dos Fundos após vídeo gordofóbico: ''Desserviço''

''Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia'', afirma a atriz

Da Redação Publicado segunda 8 junho, 2020

''Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia'', afirma a atriz
Fabiana Karla teceu críticas ao vídeo do Porta dos Fundos - Reprodução: Instagram/ Youtube

Fabiana Karla usou as redes sociais, na noite do último domingo (17), para mostrar toda sua indignação no Instagram contra um vídeo com piadas gordofóbicas do Porta dos Fundos

Intitulado 'Teste de Covid', o vídeo publicado no Youtube deu o que falar na web e revoltou os internautas, inclusive a atriz, que fez questão de se posicionar publicamente sobre o assunto e ainda afirmou que o conteúdo é um 'desserviço artístico'.  

"Eu ainda fico perplexa com a ignorância de ainda associarem um corpo gordo a doença e a desleixo. Aí você me fala 'Obesidade é doença' e eu te digo 'É!'. Mas que tipo de pessoa, então, ri de doente? Com problemas cardiácos, câncer... É isso que chamam de arte? Eu nunca fiz apologia à gordura e nunca farei. Eu sou adepta do movimento corpo livre, body positive e do bem estar e da saúde", começou.

Na sequência, a apresentadora do 'Se Joga' diz não acreditar que esse tipo de conteúdo acrescente algo na vida das pessoas, principalmente em um momento tão delicado como este, em meio a uma pandemia. 

"É irresponsável. Essas pessoas que escrevem piadas gordofóbicas são as mesmas que falam em empatia na internet e sobem hashtags nas redes sociais, mas escorregam em algo que pode afetar seriamente o psicológico de muita gente", afirmou.

Fabiana contou que é próxima de alguns atores do 'Porta dos Fundos', mas isso não poderia impedi-la de se posicionar, já que eles não pensaram nela quando publicaram o vídeo ofensivo.

"Alguns de vocês, inclusive, têm proximidade comigo a ponto de ter meu telefone e poderiam me ligar para perguntar se eu achava ofensivo. Eu espero que um dia a criminalização da gordofobia, que traz uma grande quantidade de machismo estrutural junta seja uma realidade. Quem sabe a coisa mude, né?", ela falou.

A atriz ainda passou uma mensagem direta para as pessoas que sofrem com o sobrepeso, mas que não possuem os mesmos privilégios que ela.

"Mas, por enquanto, eu vou falar para você, gorda, que não tem o mesmo privilégio que eu, que não é chamada para programas de TV, seja apresentando ou contando histórias divertidas onde tem a oportunidade de mostrar que não são um 'corpo podre'. Eu lamento muito que alguns colegas promovam esse desserviço artístico em tempos tão delicados porque estão com dificuldade de serem mais criativos. Vai ver é psicológico por conta da pandemia", completou.

E a atriz não parou por aí: "Foi mais fácil escrever uma cena para sacanear gordo e viralizar. É uma forma muito bacana de influenciar as próximas gerações, né? O que mais me estarrece é o quanto o engajamento pode ser seletivo e contraditório. Muitas vezes esses conteúdos são patrocinados. Eu acredito muito no amor como ferramenta. Só basta um pouquinho de empatia". 

Por fim, ela fez um pedido a equipe do Porta dos Fundos.

"Retirem o vídeo! Já causaram dor através em milhares de compartilhamentos. Mas ainda dá tempo de exercitar a empatia que vocês tanto pregam na internet. E a todos os atingidos pelo vídeo, não se esqueçam, vocês são maravilhosos. Esqueçam isso e entrem todos pela porta da frente, porque vocês são protagonistas", concluiu.
 

Último acesso: 28 Nov 2020 - 00:18:31 (1112967).