AnaMaria

Família de João Gilberto briga com gravadora por direitos autorais na Justiça

Gravadora e família de João Gilberto brigam na Justiça por direitos autorais

Da Redação Publicado em 30/07/2019, às 15h44 - Atualizado em 18/08/2019, às 10h56

João Gilberto - Reprodução
João Gilberto - Reprodução

A família de João Gilberto e a gravadora EMI estão brigando, na justiça, por conta de direitos autorais. De acordo com uma reportagem exibida pelo ‘Fantástico’, no último domingo (28), o caso teve início há 22 anos atrás. 

Tudo começou em 1988, quando a EMI relançou obras do artista com alterações técnicas, o que desagradou João Gilberto e o fez processar a gravadora

Quatro anos atrás, a dívida chegava a R$172 milhões. No entanto, em valores corrigidos, os herdeiros de João Gilberto pedem mais de R$ 200 milhões. Com uma nova perícia, concluída no mês passado, o total foi reduzido para R$ 13 milhões. 

Por conta da redução do valor, os advogados da família afirmaram, para o veículo, que essa nova perícia é uma fraude. Segundo eles, a gravadora "fez o laudo inteiro, e o perito apenas assinou". 

Ainda para a reportagem da Globo, o juiz do caso, Alexandre de Carvalho Mesquita, emitiu uma nota rebatendo as acusaçõe. "É falsa a afirmação de que o laudo tenha sido produzido por qualquer outra pessoa que não o próprio perito". 

João Gilberto faleceu em julho deste ano. O artista, considerado um dos pais da bossa nova, tinha problemas de saúde e estava no meio de uma disputa entre os filhos por sua tutela.