AnaMaria
Últimas Notícias / Desde os 8 anos

Fátima Bernardes relembra carreira de bailarina: ''Abri mão de muita coisa''

Fátima Bernarde fala da relação com Túlio Gadêlha: ''Nunca me preocupei''

Da Redação Publicado em 15/12/2019, às 16h30

Fátima Bernardes conta que desistiu do balé profissional para se dedicar ao jornalismo - Isabella Pinheir/Gshow/Arquivo Pessoal
Fátima Bernardes conta que desistiu do balé profissional para se dedicar ao jornalismo - Isabella Pinheir/Gshow/Arquivo Pessoal

À frente do ‘Encontro’, exibido na TV Globo desde 2012, Fátima Bernardes relembrou, em entrevista ao Gshow, na última sexta-feira (13), de quando dedicava cerca de oito horas do seu dia ao sonho de se tornar a primeira bailarina do Theatro Municipal.

“Houve um momento em que tive que me distanciar porque vi que não seria a bailarina que eu imaginava. Também não queria investir mais naquele sonho porque tinha que seguir com minha vida, já estava na faculdade, então me afastei", disse ela.

Fátima disse que foi preciso sacrificar muitos momentos pela dança. A apresentadora contou quando decidiu abandonar as sapatilhas para subir na carreira jornalística.

"Abri mão de vários fins de semana, sim. Agora danço de maneira leve. Lembro da minha estreia, com oito aninhos, no Theatro Municipal, de viajar com grupo de amigas, da primeira vez que fui para fora do país, em Nova York, fazer aulas de jazz, balé e sapateado... Foi incrível. Era um mundo novo para mim. Depois, com os clipes que fiz para o 'Fantástico', percebi que não era mais esse caminho. Queria outra coisa. Da mesma maneira que me dediquei intensamente à dança, passei a me dedicar ao jornalismo”, descreveu Fátima.

JORNALISMO

Durante os 14 anos que permaneceu na bancada do ‘Jornal Nacional’ ao lado de seu ex-marido, William Bonner, ela percebeu que a dança a ajudou muito a não se desesperar diante de um erro. A migração para o entretenimento marcou seu reencontro com o antigo sonho.

"A dança voltou para eu me reencontrar comigo, com minha história. Além disso, quando eu estava longe, começando na televisão, pensava: ‘Por que tinha feito 17 anos daquilo? Para onde me levaria?’. Aí percebi que a dança tinha me ajudado a lidar com o improviso", falou.

Sobre o relacionamento com o deputado federal Túlio Gadêlha, Bernardes garante ser algo que faz bem para ambos, e prefere investir naquilo que está vivendo hoje.

"Nunca me preocupei com o tempo que ia durar. Não sei nem por quanto tempo vou ficar viva. A gente não sabe e acho que essa é a maior beleza de viver. É sempre um aprendizado. Para que fazer qualquer tipo de elucubração futura, né? A gente está feliz e vai vivendo, construindo nossa história”, completou.