Filha de homem morto no Carrefour diz que assistiu vídeos de agressão: ''Senti raiva''

João Alberto foi morto em um supermercado de Porto Alegre (RS) no último dia 19

Da Redação Publicado segunda 23 novembro, 2020

João Alberto foi morto em um supermercado de Porto Alegre (RS) no último dia 19
Tragédia mobilizou manifestantes em todo o Brasil - TV Globo/Reprodução

Thaís, filha de João Alberto, homem negro espancado até a morte por seguranças brancos no suepermercado Carrefour de Porto Alegre (RS), revelou o que sentiu ao saber da fatalidade envolveu o pai, no ‘Encontro’ desta segunda-feira (23). Ela chegou a receber os vídeos da agressão.

"Me ligaram avisando sobre os vídeos que estavam rolando na internet. Eu recebi [os vídeos]. Horrível, né?", disse ela.

"Senti raiva porque aquilo não se faz com ninguém, mesmo que a pessoa seja certa ou errada. Não precisava de toda daquela agressividade deles", completou a jovem.

O laudo inicial da perícia aponta asfixia como causa da morte de João Alberto, que deixou quatro filhos e uma neta. As imagens das agressões, inclusive, foram vistas pela criança.

"Ela olhou os vídeos pela televisão. Expliquei que ele tinha ido encontrar a mãezinha dele”, contou Thaís.

Último acesso: 16 Jan 2021 - 20:53:19 (1131395).