AnaMaria
Últimas Notícias / caso robinho

Galvão Bueno diz que está 'arrasado' com o caso Robinho: ''É horroroso''

"O posicionamento, as falas... tudo aquilo que ele disse dói demais", declarou o narrador

Da Redação Publicado em 20/10/2020, às 11h11 - Atualizado às 11h16

"Não quero discutir Justiça, e sim o absurdo do crime que foi cometido", iniciou o narrador - Reprodução/TV Globo | Instagram/@robinho
"Não quero discutir Justiça, e sim o absurdo do crime que foi cometido", iniciou o narrador - Reprodução/TV Globo | Instagram/@robinho

Galvão Buenose pronunciou sobre o caso do atacante Robinho, condenado em primeira instância por violência sexual na Itália. Durante sua participação no "Bem, Amigos", exibido na última segunda-feira (19) no SporTV, o narrador disse que está ''arrasado'' com a situação. 

"Eu não quero discutir Justiça, eu quero discutir o absurdo, o crime hediondo que foi cometido. O posicionamento, as falas e as transcrições das falas dele, e tudo aquilo que ele disse, dói demais, é horroroso. É doloroso. É muito triste", disparou o narrador da Rede Globo. "Eu não estou aqui para saber se era primeira instância, segunda instância, ou qualquer coisa do tipo, eu estou arrasado. Arrasado. O ser humano não pode fazer uma coisa dessa", falou.

Participante da conversa, o também narrador Cléber Machado destacou no debate a importância da frase "não é não", que faz parte de campanhas contra assédio sexual a mulheres. 

"Não devia nem existir esse tipo de coisa, mas existe. Aliás, existe um a cada oito minutos. Então, ainda tem mais isso. A cada oito minutos há um registro de estupro. [Crime] hediondo", ressaltou Cléber, falando sobre os dados de violência contra a mulher no Brasil. "É isso. É aquela frase que já foi dita: 'Não é não'", completou o narrador.

ENTENDA

Robinho e o amigo Ricardo Falco foram condenados em primeira instância, em novembro de 2017, pelo Tribunal de Milão, na Itália, a nove anos de prisão por violência sexual em grupo contra uma mulher, em um caso ocorrido em 2013. Os advogados do jogador apresentaram recurso e tentam reverter a decisão. 

Em uma das conversas reveladas pelo Globo Esporte, o atleta admitiu que tentou ter relações sexuais com a mulher que estava, segundo ele, "completamente bêbada". Um amigo, então, disse que, mesmo assim, o viu fazendo sexo oral com a jovem. "Isso não significa transar", rebateu Robinho.