AnaMaria

Geovanna Tominaga abre o jogo e fala sobre lado difícil da gravidez: ''Cabeça fica a mil''

Geovanna Tominaga confessa dificuldades sobre criação do primeiro filho

Da Redação Publicado em 13/01/2020, às 15h21 - Atualizado às 15h21

Geovanna Tominaga fala sobre lado escuro da gravidez - Globo / Isac Luz
Geovanna Tominaga fala sobre lado escuro da gravidez - Globo / Isac Luz

Geovanna Tominaga teve seu primeiro filho, Gabriel, em junho de 2019. Desde então, tem tido uma vida completamente diferente.

Para falar sobre o assunto, deu uma entrevista à colunista Patrícia Kogut, do ‘O Globo’, nesta segunda-feira (13).

A apresentadora revelou que os primeiros meses não têm sido um mar de rosas e nada parecido com o que a maioria das pessoas diz.

“De uma hora para outra, precisei entender coisas que nunca tinha feito. A cabeça fica a mil. Começam a surgir sentimentos como medo, culpa e frustração. Sem falar no cansaço”, contou.

A jornalista ainda exemplificou um dos momentos mais marcantes: “A amamentação por exemplo, foi complicada para mim. Tem gente que pensa que é um processo natural. No meu caso, só consegui amamentá-lo até os 3 meses”.

A gravidez ainda trouxe algumas consequências para a mamãe de primeira viagem, que acabou desenvolvendo uma crise de ansiedade.

“Fiquei muito nervosa sem saber se daria conta. Acho importante falar sobre essas questões para ajudar outras mulheres. Tenho pesquisado sobre o assunto e penso em futuramente montar um projeto para discutir a realidade da maternidade”, disse, abrindo o jogo.

No entanto, apesar de todos os momentos truculentos, afirmou que tudo vale a pena no final.

“Depois de se tornar mãe, a mulher descobre que o amor é ainda maior do que imaginava. O filho se torna a prioridade”, finalizou.