AnaMaria

Globo reprisará novelas após coronavírus; veja 10 tramas que queríamos no lugar

Veja 10 novelas que poderiam substituir as reprises de 'Amor de Mãe' na Globo

Ives Ferro Publicado em 16/03/2020, às 16h56 - Atualizado às 16h57

Amor de Mãe ganhará reprise especial por conta do coronavírus - Globo/ Estevam Avellar
Amor de Mãe ganhará reprise especial por conta do coronavírus - Globo/ Estevam Avellar

A TV Globo precisou suspender as gravações de seu principal produto, as telenovelas, por conta da pandemia de coronavírus. Com isso, ‘Amor de Mãe’, ‘Salve-se Quem Puder’ e ‘Malhação - Toda Forma de Amar’ deverão ser substituídas por grandes resumos, desde o início da trama, nas próximas semanas.

O elenco de ‘Éramos Seis’ terminará de gravar as cenas nesta quarta-feira (18), e ‘Nos Tempos do Imperador’, que sucederá a trama de Angela Chaves, poderá ser adiada para depois voltar à grade da emissora.

Mesmo com a reprise dos “melhores momentos”, AnaMaria Digital selecionou 10 títulos inesquecíveis que poderiam substituir, até por pouco tempo, as atuais novelas. Confira!

1 - VALE TUDO (1988 - 1989)

Raquel (Regina Duarte) e Odete (Beatriz Segall) eram rivais em 'Vale Tudo'. (Foto: Globo)

A corrupção e falta de ética foram os assuntos que guiaram a novela de Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Riccardo Linhares. Na história, Raquel Accioli (Regina Duarte) é o oposto da filha Maria de Fátima (Gloria Pires), jovem inescrupulosa e com horror à pobreza que, logo nos primeiros capítulos da novela, vende a única propriedade da família, no Paraná, e foge com o dinheiro para o Rio de Janeiro com o objetivo de se tornar modelo. 

Raquel vai atrás da filha e conhece o administrador de empresas Ivan Meirelles (Antonio Fagundes), por quem se apaixona. Para ganhar a vida, passa a vender sanduíches na praia. A novela ainda eternizou a atriz Beatriz Segall na pele da vilã Odete Roitman, assassinada na reta final.

2 - A VIAGEM (1994)

Escrita por Ivani Ribeiro, a trama central da novela é a vida após a morte. Alexandre (Guilherme Fontes), um rapaz rico e problemático, tenta roubar um cofre da empresa onde trabalha, mas é pego em flagrante e acaba cometendo um assassinato.

Na cadeia e sem esperanças de recuperar a vida perdida, Alexandre comete suicídio e passa a infernizar a vida de todos que julga responsáveis pelo seu sofrimento. Antonio Fagundes, Christiane Torloni, Andréa Beltrão e Miguel Falabella completam o elenco.

3 - A PRÓXIMA VÍTIMA (1995)

(Foto: Globo)

Suspense, traição e romance dão tom à novela de Silvio de Abreu, que é centrada em três perguntas: quem matou?, quem será a próxima vítima? e por quê?. Um Opala preto, que segue as vítimas, é o único indício de que o assassino está por perto. 

Como fundo, temos a história da batalhadora Ana (Susana Vieira). Ela é amante de Marcelo (José Wilker), que mantém outros dois relacionamentos: um casamento por interesse com a rica Francesca Ferreto (Tereza Rachel) e outro caso tórrido com a inescrupulosa Isabela (Claudia Ohana).

4  - LAÇOS DE FAMÍLIA (2000 - 2001)
O amor incondicional de uma mãe pela filha direcionava a crônica urbana desenvolvida em Laços de Família, novela na qual o autor Manoel Carlos voltou a usar como cenário o bairro carioca do Leblon para falar de temas universais como as relações amorosas e familiares, em especial as construídas entre pais e filhos, com doses equilibradas de folhetim e realismo.

Em ‘Laços’, Helena (Vera Fischer), uma empresária de 45 anos, se envolve em um acidente de carro com Edu (Reynaldo Gianecchini), um médico de 25. Após várias brigas, os dois se entregam a um amor polêmico. O romance, porém, passa por diversos obstáculos, incluindo Camila (Carolina Dieckmann), filha de Helena, que se apaixona pelo rapaz.

5 - TOP MODEL (1989 - 1990)

Malu Mader e Taumaturgo Ferreira estrelam "Top Model". (Foto: Globo)

A história do hippie Gaspar Kundera (Nuno Leal Maia), que vive no Rio de Janeiro e cuida de cinco filhos de mulheres diferentes, conquistou o público na década de 1980. Irmão do yuppie Alex (Cecil Thiré), os dois se envolvem em um triângulo amoroso com a modelo Duda (Malu Mader).

Paralelamente ao conflito entre os dois irmãos, a história idealizada por Walter Negrão narra o cotidiano dos adolescentes. Os jovens “filhos do divórcio” lidam com situações como separação dos pais, primeira menstruação, masturbação e gravidez precoce, vivendo histórias divertidas e emocionantes.

6 - ÊTA MUNDO BOM! (2016)
A mais recente história “de roça” de Walcyr Carrasco contou as desventuras de Candinho (Sergio Guizé), um rapaz atrapalhado que sai em busca da mãe biológica. Sucesso de audiência na faixa das 18h, o elenco reuniu ainda Flávia Alessandra como uma vilã inescrupulosa, Débora Nascimento, Elizabeth Savalla, Marco Nanini e Bianca Bin.

Antes da Globo bater o martelo para ‘Avenida Brasil’ no ‘Vale a Pena Ver de Novo’, a trama campestre era a candidata número um para substituir ‘Por Amor’ na faixa da tarde.

7 - SELVA DE PEDRA (1986)

Fernanda Torres, Tony Ramos e Christiane Torloni protagonizaram o remake de 'Selva de Pedra'.​ (Foto: Globo)

A ascensão do jovem interiorano Cristiano Vilhena (Francisco Cuoco), que, seduzido pelo poder, põe em risco sua felicidade ao lado da mulher, Simone (Regina Duarte), é o mote da trama de Regina Braga e Eloy Araújo. 

A ambição aproxima o protagonista do vilão Miro (Carlos Vereza), capaz de tudo para eliminar qualquer obstáculo à ascensão social de Cristiano. Miro sugere até mesmo a morte de Simone. Após muitos contratempos, o casal consegue se entender e ser feliz.

8 - DANCIN DAYS (1979)
A trama gira em torno da rivalidade entre duas irmãs: a ex-presidiária Júlia Matos (Sônia Braga) e a socialite Yolanda Pratini (Joana Fomm).  Júlia tenta se reintegrar à sociedade e reconquistar sua filha, Marisa (Gloria Pires), criada pela irmã. Drama, romance e muita tragédia é a marca de Gilberto Braga neste novela das 20h.

Além de lançar modismos, como meias coloridas de lurex, ícones de uma geração, a novela promoveu produtos como água-de-colônia e sandália de salto fino. Foram vendidas 400 mil bonecas Pepa, brinquedo da personagem Carminha (Pepita Rodrigues).

9 - A FAVORITA (2008 - 2009)

Donatela (Cláduai Raia) e Flora (Patrícia Pillar) em cena de 'A Favorita'. (Foto: TV Globo/ Renato Rocha Miranda)

Após cumprir pena pelo assassinato do marido de sua ex-parceira de música Donatela (Cláudia Raia), Flora (Patrícia Pillar) deixa a prisão disposta a provar a sua inocência. Ao mesmo tempo, quer se reaproximar da filha Lara (Mariana Ximenes), criada pela rival e centro da disputa entre as duas antigas amigas.

Como é de praxe nas tramas de João Emanuel Carneiro, o mistério ronda grande parte da história, onde o público não sabe se Floria é inocente ou criminosa. Após construir uma personagem extremamente “simples” e “humilde”, a ex-presidiária se revela uma verdadeira vilã.

10 - TIETA (1990)
A novela tem início quando Tieta (Claudia Ohana) é escorraçada da cidade pelo pai, Zé Esteves (Sebastião Vasconcelos), irritado com o comportamento liberal da jovem e influenciado pelas intrigas de sua outra filha, Perpétua (Adriana Canabrava). 

Humilhada e abandonada pela família, ela segue para São Paulo. Vinte e cinco anos depois, Tieta (Betty Faria) reaparece em Santana do Agreste, rica, exuberante e decidida a se vingar das pessoas que a maltrataram.