Glória Pires apoia discurso de auto aceitação feito pelas filhas Cleo e Antonia Morais 

Cleo e Antonia Morais fazem desabafo sobre transtornos alimentares foram exaltadas por Glória Pires 

Da Redação Publicado quinta 29 agosto, 2019

Cleo e Antonia Morais fazem desabafo sobre transtornos alimentares foram exaltadas por Glória Pires 
Cleo Pires e Antonia Morais - Reprodução/Instagram

Glória Pires, mãe das atrizes Cleo Pires e Antonia Morais, mostrou todo o seu apoio ao discurso sobre autoaceitação feito pelas jovens noite da última terça-feira (27), em entrevista ao programa ‘Conversa com Bial’, exibido pela Rede Globo. 

A atriz de 56 anos usou as redes sociais para elogiar a sinceridade das filhas na última quarta-feira (28).

“Ontem foi difícil dormir depois dessa entrevista espetacular, no Conversa Com Bial. Além do próprio, que está cada vez melhor, minhas meninas deram aula de maturidade, autoconhecimento e aceitação. Talento, beleza e Luz. Imagino quantas pessoas foram tocadas por essa mensagem”, tweetou. 

ENTENDA 

As irmãs Cleo e Antonia protagonizaram um momento emocionante ao falarem sobre autoaceitação e desabafarem sobre os transtornos alimentares que já enfrentaram.

Durante um bate-papo no programa do Bial, as atrizes contaram sobre o período complicado. 

“Você toma coisas que tiram totalmente a sua fome e de repente você passa por alguma coisa emocional, que fica desequilibrada, e você come o pé da mesa. Não tem fim. Você come até passar mal mesmo”, revelou a primogênita de Glória Pires. 

Além dos problemas com a alimentação, Cleo afirmou ter tido depressão. Segundo a morena, ela contou com o apoio de seus familiares e com o auxílio da terapia para aprender a lidar com a situação. 

“Não levo de forma leve. Faço piadas com a minha condição, comigo, porque a vida também é maravilhosa e a gente tem que rir”, contou. 


CORAGEM PARA FALAR 

Antonia Morais, irmã mais nova de Cleo, revelou ter passado por uma fase parecida e detalhou os efeitos dos medicamentos que tomava para inibir a fome. 

“Esses remédios mexiam com a minha cabeça, então eu comecei a ter várias questões, crise de pânico, depressão, paranoia, foi bem horrível”, explicou. 

A atriz de 27 anos, afirmou que uma das partes mais complicadas de lidar com distúrbios alimentares trata-se de conquistar a coragem para falar sobre o assunto e ir em busca de ajuda. 

“É muito difícil, você tem vergonha também, não quer assumir aquilo para você. É uma mistura de sentimentos que te impede de pedir ajuda”, finalizou. 
 

Último acesso: 24 Sep 2020 - 12:21:35 (1076475).