AnaMaria
Últimas Notícias / Política

Governo Bolsonaro recusa ajuda da Argentina às vítimas das chuvas na Bahia

Rui Costa divulgou trechos do documento que dispensa oferta internacional às vítimas das chuvas

Da Redação Publicado em 30/12/2021, às 10h36

Até o momento, já foram identificadas 24 vítimas fatais das chuvas na Bahia - Divulgação/Seinfra
Até o momento, já foram identificadas 24 vítimas fatais das chuvas na Bahia - Divulgação/Seinfra

O governo Jair Bolsonaro (PL) recusou, na última quarta-feira (29), os recursos oferecidos pela Argentina às vítimas das fortes chuvas que atingem o sul da Bahia. A decisão do Ministério das Relações Exteriores veio à público através do governador Rui Costa (PT), que foi informado pelo consulado argentino.

“O país vizinho pretendia enviar imediatamente ao sul da Bahia uma missão com profissionais especializados nas áreas de água, saneamento, logística e apoio psicossocial para vítimas de desastres”, revelou Costa, em nota.

Vale destacar que as enchentes já deixaram 24 mortos e mais de 97 mil desabrigados ou desalojados. No total, 132 municípios baianos decretaram situação de emergência e mais de 629 pessoas foram afetadas pela catástrofe.

Ainda assim, o governo federal não respondeu ao pedido de Rui Costa para reconsiderar a decisão quanto à ajuda humanitária internacional. Segundo o governador, a gestão Bolsonaro afirmou que já existem recursos suficientes, o que ele discorda. 

"Agradeceu a proposta argentina e informou que a situação na Bahia 'está sendo enfrentada com a mobilização interna de todos os recursos financeiros e de pessoal necessários'", destacou o petista sobre o documento do Itamaraty.

Outro trecho do comunicado diz que, caso as enchentes piorem, o Brasil poderá aceitar as ofertas. "Na hipótese de agravamento da situação, requerendo-se necessidades suplementares de assistência, o governo brasileiro poderá vir a aceitar a oferta argentina de apoio da Comissão dos Capacetes Brancos, cujos trabalhos são amplamente reconhecidos", finalizou.