AnaMaria
Últimas Notícias / Premiação

'Grammy 2020': Confira os principais acontecimentos da premiação 

Veja o que aconteceu no 'Grammy 2020'

Da Redação Publicado em 27/01/2020, às 07h48 - Atualizado às 07h48

'Grammy 2020' aconteceu na noite de domingo (26), em Los Angeles (EUA) - Getty Images
'Grammy 2020' aconteceu na noite de domingo (26), em Los Angeles (EUA) - Getty Images

A noite de domingo (26) foi marcada por grandes emoções. Isso porque aconteceu o 'Grammy 2020', em Los Angeles, nos Estados Unidos. O evento, que consagra os grandes nomes da música, contou com recorde de premiação, homenagem para Kobe Bryant e retorno aos palcos de Demi Lovato. 

A jovem Billie Eilish, de apenas 18 anos, levou para casa 6 estatuetas. Entre eles, os quatro prêmios mais importantes da música norte-americana: artista revelação, melhor álbum, melhor gravação e melhor música do ano.

Com isso, ela se tornou a artista mais jovem da história a ganhar Álbum do Ano. Antes o recorde era de Taylor Swift, com 'Fearless', aos 20 anos. Billie também se tornou a primeira mulher a conquistar todos os maiores prêmios de uma só vez.

HOMENAGEM

Além disso, Alicia Keys e Boyz II Men marcaram o evento com uma emocionante homenagem para o jogador de basquete Kobe Bryant, que morreu em um acidente de helicóptero no domingo. Juntos, eles cantaram a música 'It's So Hard To Say Goodbye To Yesterday'. 

"Estamos todos sentindo uma tristeza profunda porque mais cedo Los Angeles, os EUA e o mundo inteiro perderam um herói", disse Alicia, visivelmente triste, ao público presente no Staples Center, local onde joga o Los Angeles Lakers, time em que Kobe foi revelado e onde se aposentou, em 2016.

RETORNO

As emoções não pararam por aí. A noite também contou com o retorno de Demi Lovato aos palcos. Às lágrimas, a cantora pop apresentou sua nova música, 'Anyone', para uma plateia lotada. 

A composição foi escrita pela própria artista dias antes de sua overdose, em 2018. "Demi compôs essa música no verão passado quatro dias antes de um incidente que quase tirou sua vida", contou a diretora Greta Gerwig, que introduziu a apresentação.