AnaMaria

Gusttavo Lima desiste de lives: ''Nos encontramos em breve''

Sertanejo foi alvo do Conar por causa da transmissão de sexta-feira (10)

Da Redação Publicado em 16/04/2020, às 08h43 - Atualizado às 08h44

Gusttavo Lima arrecadou mais de R$ 500 mil em alimentos com lives - Instagram/@gusttavolima
Gusttavo Lima arrecadou mais de R$ 500 mil em alimentos com lives - Instagram/@gusttavolima

Gusttavo Lima revelou que não fará mais lives. O cantor usou as redes sociais, na madrugada desta quinta-feira (16), para desabafar sobre o assunto, após ter sido alvo de críticas. 

Isso porque o sertanejo foi repreendido pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), por conta de ações publicitárias de bebida alcoólica, já que apareceu bebendo diante das câmeras. 

"Àqueles que só criticam e não ajudam em nada, vai um conselho: não precisam ajudar, mas não atrapalhem quem está procurando ajudar nossos irmãos necessitados", escreveu ele. 

Gusttavo ainda ressaltou que as lives são uma forma de interagir com o público que está de quarentena. "Estamos prestando um grande serviço social, além de shows ao vivo, estamos arrecadando e fazendo doações para entidades e pessoas carentes que neste momento passam por extrema necessidade."

"Estamos dividindo nossa intimidade, mostrando ao público como é nossa vida fora dos palcos, compartilhando momentos únicos", acrescentou o cantor. 

No Twitter, ele ainda afirmou que desistirá das transmissões. "Acho que não rola mais, enfim... nos encontramos em breve."

Vale lembrar que Gusttavo Lima foi um dos primeiros cantores sertanejo a apostar em lives. A última, que aconteceu na sexta-feira (10), repercutiu positivamente entre os internautas e fãs do cantor. 

ENTENDA

O Conar deu início ao processo de uma representação ética, na última terça-feira (14), em combate às publicidades feitas na ‘Live Gusttavo Lima - Buteco em Casa’ e no ‘Buteco Bohemia em Casa’, que foram transmitidas nas redes sociais anteriormente.

De acordo com a associação, o processo surgiu “a partir de denúncias recebidas de dezenas de consumidores”, que declararam que as propagandas realizadas pela Ambev necessitam de “cuidados recomendados pelo Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para a publicidade de bebidas alcoólicas”.

O Conar alertou sobre uma “falta de mecanismo de restrição de acesso ao conteúdo das lives a menores de idade” e ainda citou que a ingestão de bebidas alcoólicas em nível demasiado, estimula “o consumo irresponsável do produto”.