AnaMaria

Gusttavo Lima é processado por danos morais e materiais na Justiça

Gusttavo Lima é denunciado por utilizar direitos autorais de música

Da Redação Publicado em 10/02/2020, às 18h05 - Atualizado às 18h06

Gusttavo Lima é processado na Justiça - Instagram/ @gusttavolima
Gusttavo Lima é processado na Justiça - Instagram/ @gusttavolima

Gusttavo Lima está sendo processado por danos morais e materiais, segundo a colunista do ‘O Dia’, Fábia Oliveira, em publicação feita nesta segunda-feira (10).

Quem estaria encarregado pela denúncia seria o compositor André Luiz Gonçalves, que alega que o famoso utilizou os direitos autorais da música ‘Fora do Comum’ de forma indevida.

O profissional deu alguns detalhes de como tudo aconteceu, durante uma entrevista à jornalista.

“Ele me chamou pra fazer uma parceria. Ele pediu pra eu gravar a música e mandar pra ele. Registrei a música e mandei pra ele. Passou uns dias e ele me ligou dizendo que só gravaria se eu aceitasse fazer uma sociedade com ele. Eu, de boa fé, achei que ele só acrescentaria o nome dele na composição, mas ele foi lá e editou metade da música e registrou como 50% sendo de autoria dele”, afirmou.

André Luiz ainda falou sobre sua atitude perante à situação. “Para não perder tudo, eu fui em uma outra editora pra registrar os meus 50% e não deixar de receber, porque quando eu fui registrar 100% da música no meu nome ele já havia feito o registro de metade. Ganhou esses anos todos com execuções nas rádios, plataformas digitais, além das vendas de CD's e DVD's”, relatou.

O músico disse que a voz de ‘Milu’ fez uma promessa que lançaria algumas canções de Gonçalves e o colocaria como co-autor.

“Ele me disse que lançaria outras músicas de composição dele e que me colocaria como coautor também, o que não aconteceu. Que as músicas eram sucesso e que eu não precisava me preocupar porque eu teria retorno. Disse que eu podia confiar nele e dar a parceria pra ele, porque depois ele iria me devolver a minha parte através de outras músicas”, confessou.

No entanto, ao finalizar a entrevista, o cantor falou que o combinado não ocorreu: “Só que num outro trabalho ele só colocou meu nome na música Amor de Poeta . Eu cheguei a assinar para receber os direitos autorais dessa canção, mas nunca recebi nada”.

De acordo com Oliveira, o processo está correndo na 30ª Vara Cível de Goiânia e já contou com duas audiências que acabaram ficando sem acordo.