AnaMaria

Izabella Camargo fala sobre demissão da Globo: ''Pior que assalto à mão armada''

Izabella Camargo relembra demissão da Globo: ''Foi coisa mais violenta que aconteceu''

Da redação Publicado em 09/12/2019, às 18h38 - Atualizado às 18h41

Izabella Camargo falou abertamente sobre sua saída da Globo - Instagram/ @izabellacamargoreal
Izabella Camargo falou abertamente sobre sua saída da Globo - Instagram/ @izabellacamargoreal

A jornalista Izabella Camargo abriu o jogo sobre a sua demissão da TV Globo, após ser diagnosticada com Síndrome de Burnout.

Em entrevista realizada nesta segunda-feira (9), no programa Pânico da Rádio Jovem Pan, ela falou como se sentiu na época em que foi dispensada pela emissora.

“Foi a coisa mais violenta que aconteceu na minha vida. Foi pior do que um assalto à mão armada. Imagine que você tem moral e acabou de receber elogios. Você pensa que está batendo um bolão. Aí acontece uma situação e te falam que você não serve mais. Você se sente injustiçado ou não?”, disse.

Após passar um período longe da Globo, Izabella conseguiu na justiça uma ordem para a emissora recontratá-la. Porém, um acordo milionário foi feito em comum acordo, e ela saiu novamente para se dedicar a outros projetos.

Ainda durante a entrevista, a jornalista relembrou outro episódio que a entristeceu em seu retorno à Globo.

“Uma pessoa disse que, no jornal dela, eu não voltaria a trabalhar. E isso foi logo quando fui reintegrada. É um absurdo, chocante”, completou.

DEMISSÃO

Izabella Camargo foi demitida em novembro do ano passado, logo após o retorno de uma licença médica que a diagnosticou com Síndrome de Burnout, esgotamento profissional e emocional que impede a execução de tarefas diárias.

Após vencer a ação judicial pelo Tribunal Regional do Trabalho, que exigiu a reintegração da jornalista na Globo, ela chegou a retornar ao local mas, segundo ela, foi atendida na rua.

Izabella estava há seis anos na emissora e já havia passado por diversos programas como o ‘SPTV’, ‘Bom Dia Brasil’ e ‘Hora Um’.