AnaMaria

Jair Bolsonaro desiste de churrasco após reclamações e recorde de mortes por COVID-19

Ideia, anunciada durante a semana, havia sido bastante criticada

Da Redação Publicado em 09/05/2020, às 14h32 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Jair Bolsonaro desiste de fazer churrasco na quarentena - Reprodução Instagram
Jair Bolsonaro desiste de fazer churrasco na quarentena - Reprodução Instagram

Jair Bolsonaro (sem partido) desistiu de fazer o churrasco para 'uns 30 convidados' neste sábado (9), no Palácio da Alvorada. 

A ideia havia sido anunciada durante a semana pelo próprio presidente e sofreu diversas críticas, especialmente por contrariar as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo fato de o país estar com o número de mortos e doentes pelo novo Coronavírus em franco crescimento.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, aliados do comandante do país foram ouvidos e confirmaram que ele teria cancelado o evento na última sexta-feira (8). Na ocasião, nenhuma justificativa oficial foi apresentada.

Algumas pessoas próximas de Bolsonaro chegaram ainda a afirmar que o convite tinha sido apenas uma provocação e era “fake”.

Vale lembrar que a pandemia do novo coronavírus já matou quase 10 mil pessoas no Brasil.

VAQUINHA

Jair Bolsonaro havia informado, na última quinta-feira (7), que faria um evento para 'uns 30 convidados' neste sábado (9).

"Vou fazer churrasco sábado aqui em casa. Vamos bater um papo, quem sabe uma peladinha. Devem ser uns 30 (convidados). Não vai ter bebida. Vai ter vaquinha de R$ 70,00", disse o presidente.

Na ocasião, Bolsonaro também avisou que pretende visitar a mãe, que mora no interior de São Paulo, daqui há duas semanas.

Apesar da campanha para que a população evite aglomerações e encontros sociais, ele tem constantemente criticado as medidas de isolamento no país. 

Vale lembrar que o presidente já visitou comerciantes na capital federal e também esteve em manifestações favoráveis ao seu governo no período de quarentena.