AnaMaria
Últimas Notícias / ENCERRAMENTO

Jornal Nacional adota novo encerramento para homenagear vítimas fatais do coronavírus

Ao todo, o país já contabiliza mais de 31 mil mortes por Covid-19

Da Redação Publicado em 03/06/2020, às 11h34 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Edição do Jornal Nacional da última terça-feira, 2 - TV Globo
Edição do Jornal Nacional da última terça-feira, 2 - TV Globo

O Jornal Nacional adotou uma nova maneira de encerrar a edição. Na última terça-feira (2), o noticiário terminou com um painel que estampava o número de vítimas fatais do novo coronavírus no Brasil.

"31.199 vidas perdidas", anunciou o telejornal, que também suspendeu a vinheta. 

No entanto, não é a primeira vez que isso ocorre no JN, que aderiu a este novo encerramento desde que o país superou a marca de 10 mil mortos a cada cinco mil vítimas.

Vale lembrar que todos os dias, o Jornal Nacional exibe um painel composto com as imagens das pessoas que morreram por causa da doença, com o propósito de lembrar que não são apenas números, mas sim indivíduos. Trata-se de uma maneira de evitar a banalização das mortes.  

No início de maio, o âncora William Bonner comoveu o público ao fazer um discurso sobre as vítimas do coronavírus. "Eram vidas de pessoas amadas por outras pessoas, pais, filhos, irmãos, amigos e conhecidos. O luto dessas tantas famílias vai ficando só para elas, porque as outras pessoas já não tem nem como refletir sobre a gravidade dessas mortes todas".

"Hoje são 8.500, amanhã a gente não sabe. Quando é assim, o baque só acontece quando quem morre é um parente, um amigo, um vizinho ou uma pessoa famosa", afirmou ele na ocasião.