AnaMaria
Últimas Notícias / Polêmica

José de Abreu ironiza indicação de Regina Duarte à Secretaria da Cultura

José de Abreu faz piada sobre indicação de Regina Duarte à Secretaria da Cultura

Da redação Publicado em 20/01/2020, às 17h59 - Atualizado às 18h02

JOsé de Abreu ironizou indicação de Regina Duarte para cargo político - Instagram:@josedeabreu/ Reprodução/ TV Globo
JOsé de Abreu ironizou indicação de Regina Duarte para cargo político - Instagram:@josedeabreu/ Reprodução/ TV Globo

José de Abreu resolveu dar sua opinião sobre a indicação de Regina Duarte para assumir a Secretaria da Cultura. A atriz foi convidada para o cargo pelo presidente Jair Bolsonaro.  

O ator usou as redes sociais, no último domingo (19), para ironizar o convite. Ele, inclusive, publicou o trecho de uma entrevista que Regina concedeu ao jornal 'O Estado de São Paulo', antes do segundo turno das eleições de 2018, na qual a global teceu elogios ao presidente: 

"Quando conheci Bolsonaro, encontrei um cara doce, um homem dos anos 50, que faz brincadeiras homofóbicas, mas da boca pra fora, um jeito masculino que vem desde Lobato, que chamava o brasileiro de preguiçoso e dizia que lugar de negro é na cozinha. Sem nenhuma maldade".

Na legenda da postagem,José de Abreu escreveu: "A mulher ideal para participar do governo nazista-homofóbico-miliciano". Na sequência, ele acrescentou a hashtag "Aceita Regina".

O ator não parou por aí. Ele ainda fez questão de compartilhar outra frase dita pela atriz, durante uma entrevista ao portal UOL. "Nunca é demais lembrar o tanto de respeito que este governo tem pelo seu povo", dizia o trecho.

Mais uma vez, o global disparou: "Seu povo, o povo dele, não o povo brasileiro: ministros analfabetos, milicianos, corruptos, nazistas, militares e policiais assassinos, torturadores, pedófilos. Realmente, ela está preparada para o cargo".

Por fim, nesta segunda-feira (20), o ator compartilhou mais um clique de Regina ao lado de Bolsonaro. 

"Breaking Faking News: Regina Duarte exige a recriação do Ministério da Cultura para participar do governo. 'Sempre fui a protagonista, não será agora que vou ser a secretária. Quase não tem fala!'", ironizou. 

"Na verdade o salário de Ministro é 36 mil e de Secretário 15 mil", concluiu o ator.