AnaMaria

Justiça brasileira bloqueia 36 imóveis de Neymar, diz jornal 

36 imóveis do jogador Neymar estão indisponíveis por sonegação

Da Redação Publicado em 17/06/2019, às 12h54 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Neymar teve 36 imóveis bloqueados pela Justiça brasileira - Reprodução/Instagram
Neymar teve 36 imóveis bloqueados pela Justiça brasileira - Reprodução/Instagram

Em meio a polêmica da acusação de estupro que sofre por Najila Trindade, Neymar Jr. está com mais um problema.

Isso porque o jogador teve 36 imóveis bloqueados pela Justiça brasileira devido a um processo por sonegação fiscal. 

De acordo com o jornal 'Folha de S. Paulo', entre os imóveis estão duas mansões de luxo, com mais de três mil metros quadrados, localizadas no Guarujá (SP), devido ao não pagamento de 16 milhões de euros (cerca de R$ 69 milhões). A sonegação fiscal aconteceu justamente quando houve a transferência de Neymar do Santos para o Barcelona.

Outra propriedade citada pelo jornal é a que fica na Vila Mariana, em São Paulo (SP), que tem um valor de mercado de R$ 15 milhões.

Mais três apartamentos de Neymar em Itapema, no litoral de Santa Catarina, também sofreram bloqueio, um deles custa R$ 1,4 milhão e outros dois, juntos, custam cada R$ 2,4 milhões.

Os outros 30 imóveis bloqueados ficam em Santos, São Paulo, Guarujá, Praia Grande e São Vicente.

Os bloqueios impedem que os bens sejam vendidos, mas não que sejam utilizados.

O objetivo é o pagamento à Receita Federal. Em 2015, o atacante foi autuado em R$ 188 milhões, sob a alegação de que deixou de declarar R$ 63,6 milhões entre 2011 e 2013. Nesse valor, incidiram multa e juros.