AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Justiça do Rio de Janeiro determina a censura do especial feito pelo 'Porta dos Fundos'

Justiça do Rio de Janeiro determina censura a episódio de Natal do 'Porta dos Fundos'

Da Redação Publicado em 08/01/2020, às 19h20 - Atualizado às 19h20

Justiça determina censura a episódio de Porta dos Fundos - Instagram/ @portadosfundos
Justiça determina censura a episódio de Porta dos Fundos - Instagram/ @portadosfundos

A Justiça do Rio de Janeiro determinou a censura do filme de Natal, feito pelo canal do YouTube ‘Porta dos Fundos’ e veiculado na Netflix, nesta quarta-feira (8).

O desembargador, Benedicto Abicair, decidiu recorrer e alegou que as consequências poderiam ser piores se não tomasse tal atitude.

“As consequências da divulgação e exibição da 'produção artística' (...) são mais passíveis de provocar danos mais graves e irreparáveis do que sua suspensão, até porque o Natal de 2019 já foi comemorado por todos”, afirmou.

Ele ainda declarou que a liminar beneficia “não só a comunidade cristã, mas a sociedade brasileira, majoritariamente cristã”.

Ao finalizar, Abicair mencionou a produtora de entretenimento e a Netflix: “Do outro lado têm-se empresas, com fins lucrativos, uma que se apossou de uma obra de domínio público, milenar, que congrega milhões de fiéis seguidores”.

O especial é considerado polêmico por muitos pois apresenta a narrativa que envolve um Jesus homossexual, vivido por Gregorio Duvivier, que se envolve com Orlando, interpretado por Fábio Porchat, e com um Deus farsante, papel responsável por Antonio Tabet. Este, por sua vez, vive uma relação amorosa com Maria e José.

{# Taboola Newsroom #}